Comparação entre as tendências de Serviços Legais na América do Norte, Europa e América Latina (segunda parte)

Autores

  • Fernando Rojas Hurtado Centro de Pesquisa e Educação Popular (CINEP)

DOI:

https://doi.org/10.24305/cadecs.v4i2.2016.17345

Resumo

Trata-se da segunda parte do estudo comparativo das tendências de serviços legais na América do Norte, Europa e América Latina. Com auxílio de pesquisa de campo colaborativa, especialmente realizada por meio de entrevistas estruturadas e de estudos de caso, o autor apresenta um inventário-panorama de serviços legais inovadores e tradicionais em quatro países da América do Sul durante os anos 1980: Chile, Colômbia, Equador e Peru. Ao mesmo tempo, produz uma comparação quanto àforma de atuar, aos fundamentos, aos objetivos e meios de financiamento destes serviços entre si e destes com seus correspondentes, sobretudo nos Estados Unidos e com alguns aspectos de serviços promovidos no Brasil e na Europa. Ao final do estudo, o autor compreende que a forma de financiamento, sua vinculação com a Igreja ou com agências de apoio internacionais exercem influência sobre a forma de atuar, o modelo de organização e os objetivos dos serviços legais. Em específico quanto aos novos serviços legais, dentre outras conclusões, percebe o autor que, apesar de manterem em grande medida seu caráter utópico-transformador, entre seus objetivos, em geral, há uma tendência para utilização de meios institucionais, ou seja, do sistema judicial, como meio de solução de conflitos. 

 

Comparison of trends in Legal Services in North America, Europe and Latin America (second part) 

This is the second part of the comparative study of trends in legal services in North America, Europe and Latin America. The author presents a survey of innovative and traditional legal services in four South American countries during the 1980s: Chile, Colombia, Ecuador and Peru. At the same time, produce a comparison of how to act, the fundamentals, objectives and means of financing these services among themselves and with their correspondents, especially in the United States and with some aspects of services promoted in Brazil and in Europe. At the end of the study, the author understands that the form of funding, its link with the Church or with international support agencies exert influence on the way in which it operates, the organizational model and the objectives of legal services. In particular, in relation to the new legal services, among other conclusions, the author perceives that, although they maintain to a large extent their utopian-transforming character among their objectives, there is a tendency in general to use institutional means, that is, of the judicial system, as a means of conflict resolution. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CAMPOS, Christiane Senhorinha Soares. A face feminina da pobreza em meio à riqueza do agronegócio no Brasil. Buenos Aires: CLACSO, 2011.

CARNEIRO, Sueli; CURY, Cristiane Abdon. O poder feminino no culto aos orixás. In: Mulher Negra. Petrópolis: Vozes, 1990, ANO 84, MARÇO/ABRIL, N 2.

CHAUÍ, Marilena. Cidadania cultural: o direito à cultura. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2006.

CHAUÍ, Marilena. Cultura e democracia: o discurso competente e outras falas. 8ª ed. São Paulo: Cortez, 2000.

FERNANDES, Florestan. O negro no mundo dos brancos. 2ª ed. São Paulo: Global, 2007.

HASENBALG, Carlos. Discriminação e desigualdades raciais no Brasil. 2ª e d. Belo Horizonte: Editora UFMG; Rio de Janeiro: IUPERJ, 2005.

IANNI, Octávio. Escravidão e racismo. 2ª ed. São Paulo: Hucitec, 1988.

NASCIMENTO, Elisa Larkin. Identidade, raça e gênero no Brasil. São Paulo: Summus, 2003. p. 13-156.

PAIXÃO, Marcelo; GOMES, Flávio. Histórias das diferenças e das desigualdades revisitadas: notas sobre gênero, escravidão, raça e pós-emancipação. In: XAVIER, Giovana (et. all.). Mulheres negras: no Brasil escravista e do pós-emancipação. São Paulo: Selo Negro, 2012.

SANTOS, Gevanilda. A cultura política da negação do racismo institucional. In.: In.: SANTOS, Gevanilda; SILVA, Maria Palmira da (orgs.). Racismo no Brasil: percepções da discriminação e do preconceito no século XXI.

SCHUMAHER, Schuma; BRAZIL, Erico Vital. Mulheres Negras do Brasil. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2007. 496 p.

Downloads

Publicado

2017-09-03