OS PLANOS DA SEMÂNTICA GLOBAL NO FUNCIONAMENTO DE PRÁTICAS DISCURSIVAS INDÍGENAS

Autores

  • Adriana Recla

Resumo

Este trabalho examina, no discurso O Saci-Pererê, as dimensões da semântica global e a constituição do ethos discursivo no funcionamento de práticas discursivas vivenciadas por sujeitos de população indígena tupiniquim. Tomamos como referencial teórico a Análise do Discurso de linha francesa, nas perspectivas propostas por Maingueneau. Privilegiamos, a noção de semântica global por compreendermos que não há mais lugar para a distinção entre superfície e profundeza de natureza discursiva. Verificamos que o discurso analisado é revelador de componentes significativos do contexto histórico-social, na medida em que por ele se torna possível reconstruir aspectos da língua, do homem e da sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-02-07

Edição

Seção

Artigos