DIRETIVIDADE: DIFERENTES EFEITOS DO GÊNERO SOBRE O ESTUDO DOS ATOS DE FALA

Autores

  • Allan Bodart Machado
  • Thiago Fernandes Veronez

Resumo

Quando consideramos a capacidade de liderança na sala de aula é difícil apontar problemas envolvendo discriminação de gênero, embora exista crença de que professores são mais assertivos e imperativos que professoras, dizendo que essas possivelmente evitam comprometer-se através de atos de fala. Baseado na teoria dos atos de fala e seu papel no discurso, segundo Cook, Searle e Hatch, quatro aulas do Centro de Línguas para a Comunidade foram transcritas e analisadas com objetivo de investigar o uso dos atos de fala por parte de professores e professoras, e entender a crença acerca da menor assertividade ou diretividade das professoras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-02-07

Edição

Seção

Artigos