Expressões do conservadorismo na política de drogas brasileira

Autores

  • Mirian Cátia Vieira Basílio Denadai

Resumo

O presente artigo discute as marcas do conservadorismo presentes na política de drogas brasileira, buscando refletir como o discurso do medo contra o uso de drogas obedece a interesses políticos e econômicos muito específicos. Pretende-se apresentar uma análise crítica sobre o tema que possa contribuir para o amadurecimento e fundamentação teórica do Serviço Social coerente com o projeto profissional. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-08-08

Edição

Seção

Mesa coordenada Política de drogas e avanço conservador: proibicionismo x antiproibicionismo