O ENSINO DE LITERATURA CLÁSSICA COMO INSTRUMENTO PRÓ-REVOLUCIONÁRIO

Autores

  • Luana Martins Figueiredo

Resumo

O presente trabalho é um breve esboço do estudo que estamos desenvolvendo ao longo do mestrado no Programa de Pós Graduação em Educação (PPGE/UFES). Acerca das possíveis contribuições do ensino de literatura clássica cujo horizonte é uma formação humana ampla em possibilidade o que é em nosso entendimento estratégia de ocupação da escola com um movimento pró-revolucionário. O uso deste termo (pró-revolucionário) que qualifica e direciona nosso objeto (ensino de literatura) se justifica pela articulação com nosso referencial teórico marxista e sua defesa central; a transformação desta sociedade em um regime de convivência humana igualitário. Pois, Marx (1999) observa que:

As histórias de todas as sociedades que existiram até nossos dias tem sido a história da luta de classes. Homem livre e escravo, patrício e plebeu, barão e servo, mestre de corporação e companheiro, numa palavra, opressores e oprimidos, em constante oposição, têm vivido numa guerra ininterrupta, ora franca, ora disfarçada; uma guerra que terminou sempre, ou por uma transformação revolucionária, da sociedade inteira, ou pela destruição das duas classes em luta (MARX, 1999, p.7).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-06-25