Poulantzas e a teoria crítica do valor

Autores

  • Paulo Henrique Furtado de Araujo

Resumo

Poulantzas, nesse livro (1978), constrói um modelo lógico transistórico que tem por arrimo a categoria exploração. Essa, por sua vez, tem por causa explicativa a divisão social entre proprietários e não proprietários, sendo que o autor deduz da forma jurídica da propriedade as classes sociais. De tal maneira, para ele, as classes surgem com as figuras jurídicas do proprietário e do não proprietário. Ele sustenta que um modo de produção, que é uma abstração (segundo explica), coloca, a partir da lógica econômica, as classes sociais e suas ideologias. Para ele, todo modo de produção possui duas classes fundamentais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-03

Edição

Seção

Mesa coordenada Repensar a crítica da economia política de Marx