O papel dos Conselhos na política municipal de meio ambiente: uma comparação entre os municípios capixabas de Colatina e Linhares atingidos pelo desastre-crime socioambiental do Rio Doce

Autores

  • Luciana Andressa Martins de Souza

Resumo

Este artigo compara o papel dos conselhos municipais de meio ambiente no arranjo institucional da política municipal de meio ambiente em dois municípios capixabas atingidos pelo desastre-crime socioambiental do Rio Doce. Os municípios selecionados dividem características comuns, mas se distinguem tanto pelos diferentes padrões de políticas ambientais, como pelos distintos resultados produzidos por estas políticas. Após a análise do mapeamento dos arranjos das políticas ambientais (Souza et. al, no prelo) e das reações dos Executivos e Legislativos municipais e resoluções dos Conselhos publicadas nos Diários Oficiais nos últimos três anos (Souza; Carlos, 2019) deslocamos nosso olhar para a compreensão das interações entre os atores estatais e não estatais através da realização de entrevistas qualitativas com atores relevantes, como os burocratas alto escalão e os representantes da sociedade civil dos Conselheiros. Os resultados nos ajudam a desvendar os fatores que influenciaram as distintas respostas dos atores políticos nos dois municípios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-03

Edição

Seção

Mesa coordenada Sociedade civil, Estado e mercado no desastre-crime do Rio Doce