Velhice e BPC: desafios da longevidade com dignidade

Autores

  • Cenira Andrade de Oliveira

Resumo

Este estudo analisa a evolução do Benefício de Prestação Continuada (BPC) no estado do Espírito Santo entre 2010-2019, verificando a tendência da concessão desse benefício entre o segmento de pessoas idosas. Trata-se de pesquisa documental usando como fonte dados públicos sobre o Benefício de Prestação Continuada - BPC-Idoso, disponível no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Como recorte espacial, selecionamos a mesorregião central do Espírito Santo composta por vinte e quatro municípios. Os dados apontam para o crescimento da população idosa e concomitante aumento da demanda pelo BPC-idoso. A partir dos dados e de análise conjuntural que apontam para o aumento da pobreza, do desemprego e da desigualdade social no Brasil, é possível inferir que há uma demanda reprimida e excluída do benefício. Conclui-se pela necessidade de defesa, ampliação e valorização do BPC-idoso, como mecanismo de proteção social no enfrentamento da vulnerabilidade a que uma significativa parcela da população brasileira está sujeita.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-03

Edição

Seção

Mesa coordenada Proteção social à pessoa idosa: desafios da atualidade