Desafios da arquitetura do acolhimento na Fronteira Brasil - Venezuela

Autores

  • Vera Magiano Hazan

Resumo

Esse trabalho pretende abordar os desafios da arquitetura humanitária, tema ainda pouco explorado na academia, apesar das cerca de 80 milhões de pessoas em deslocamento forçado pelo mundo. Estudar novas abordagens sobre este tipo de arquitetura é tão urgente quanto as demais questões que envolvem cidadania e direitos humanos. Com a crise causada pela Covid 19, torna-se ainda mais necessário discutir e rever os parâmetros usados até o momento, e reproduzido nos mais diversos territórios, independente do clima, das condições do solo ou do número de abrigados. No Brasil, a falta de um plano emergencial bem estruturado lança grandes desafios aos gestores e arquitetos à frente da organização dos abrigos em Roraima, sobretudo no que diz respeito às infraestruturas sanitárias e de saúde pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-03

Edição

Seção

Mesa coordenada Deslocamentos forçados e a proteção a migrantes e refugiados...