Formação Nacional e Política Social em Capitalismo Dependente

Autores

  • Thiago Marques Mandarino

Resumo

O presente artigo realiza uma análise critica dos limites que as políticas sociais encontram para lidar com a questão social em um capitalismo dependente, especificamente no Brasil. Para tanto, entende-se o Estado de Bem Estar Social como uma experiência restrita a um determinado espaço geográfico e momento histórico. Em segundo lugar, trata-se a questão social como elemento indissociável da própria dinâmica de acumulação capitalista, portanto, problema insolúvel nos marcos do atual modo de produção. Por fim, ao alinhavar formação nacional frente e padrões de dominação externa, evidencia-se que o capitalismo brasileiro só se reproduz ancorado na dependência externa e profunda desigualdade social interna, restringindo enormemente o alcance das políticas e a garantia de direitos sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-03

Edição

Seção

Comunicações Orais - Fundamentos teóricos da Política Social