Serviço social, punição e controle na contemporaneidade: percepção das pessoas monitoradas em Belo Horizonte (MG)

Autores

  • Rafaelle Lopes Souza

Resumo

O presente artigo tem por objetivo discutir sobre os entraves impostos a inclusão social de pessoas monitoradas eletronicamente em Minas Gerais. A pesquisa apresenta um levantamento bibliográfico sobre a temática e resultados da pesquisa de campo realizada com 147 monitorados eletronicamente em Belo Horizonte. Os resultados apontaram que os monitorados percebem o uso da tornozeleira eletrônica como maior punição, bem como um mecanismo que dificulta a manutenção e obtenção por trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-03

Edição

Seção

Comunicações Orais - Direitos humanos, segurança pública e sistema jurídico