Alternativas do capital para formação docente nas políticas educacionais inclusivas

Autores

  • Luana Leal Ribeiro
  • Renata Maldonado da Silva

Resumo

As políticas educacionais inclusivas foram desenvolvidas no Brasil sob a influência de orientações das Organizações Multilaterais internacionais que promoviam o discurso de que o investimento em educação seria imprescindível no combate à exclusão social. Ancorado na Teoria do Capital Humano, esse discurso direcionou as políticas de formação docente de forma a contemplar as demandas do capital com vistas a promover a manutenção do projeto hegemônico para a educação, aprofundada no contexto de financeirização da formação docente e da ampliação da oferta de cursos EaD. Assim, o presente trabalho busca apresentar as principais fases que marcaram a formação docente para atuação na modalidade da educação especial no Brasil no contexto das políticas educacionais inclusivas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-03

Edição

Seção

Comunicações Orais - Educação e Política Social