Tempo integral na educação infantil: o que dizem as famílias?

Autores

  • Franceila Auer
  • Vania Carvalho de Araujo

Resumo

A partir do reconhecimento da educação infantil como primeira etapa da educação básica (BRASIL, 1996), debates e pesquisas vêm qualificando a percepção da sociedade em relação à educação infantil, ainda que tais evidências não tenham se estendido, significativamente, ao contexto de sua oferta em tempo integral. Utilizando os estudos de Sarmento (2015) desenvolvidos a partir dos referenciais de Cardona (1997), Khulmann Jr (1998), Becchi; Julia (1998), parafraseamos as razões históricas que justificaram a oferta de educação infantil em tempo integral: dar suporte aos pais trabalhadores; propiciar o contato das crianças das classes populares com experiências culturais; protegê-las da violência social e doméstica.  Historicamente, a jornada em tempo integral nas creches, grosso modo, se constituiu como uma resposta a nova institucionalidade moral, econômica e social emergente no país e à vasta utilização do

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-03