A base sincrética do Serviço Social: elementos contemporâneos de sua análise

Autores

  • Álison Cleiton de Araújo
  • José Whellison Brito dos Santos
  • Mércia Maria Alves da Silva

Resumo

Desde a década de 1990, com a emergência da tese do sincretismo do Serviço Social, ampliou-se o polêmico debate em torno das bases sócio históricas da profissão. Transcorridas, aproximadamente três décadas, torna-se imperativo, com o adensamento dos nexos constitutivos que particularizam a estrutura sincrética do Serviço Social, problematizá-la diante da égide da dominação rentista do capital. A partir de um estudo bibliográfico, utilizou-se como principal escopo de análise as formulações de Netto (2011) e alguns de seus principais interlocutores contemporâneos. As aproximações conclusivas revelam a pertinência do debate teórico sobre a tese do sincretismo como percurso analítico do serviço social  especialmente diante do avanço do conservadorismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-03

Edição

Seção

Comunicações Orais - Serviço social: fundamentos, formação e trabalho profissional