A cor e a concretude da desigualdade no Brasil: a violência e o encarceramento dos jovens de cor ou raça preta ou parda

Autores

  • Rosa Maria Marques
  • Marcelo Depieri
  • Raul Dias

Resumo

Este artigo analisa se o perfil da população encarcerada no Brasil corresponde à distribuição da população brasileira em termos de cor, gênero e idade, com vista a verificar se há sobrerrepresentação de algum segmento populacional. Para isso, são apresentados, em primeiro lugar, as informações relativas à população total, por gênero, cor e idade, seguida de uma análise do mercado de trabalho, compreendendo a ocupação e o rendimento, também por gênero e cor. Em segundo lugar, são apontadas as características da população encarcerada, por gênero, idade, escolaridade, entre outros aspectos. Entre as conclusões a que o estudo chegou, destaca-se a sobrerrepresentação dos jovens homens negros ou pardos junto à população carcerária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-03

Edição

Seção

Comunicações Orais - Classe social, gênero, raça, etnia e diversidade sexual