Perspectiva interseccional e a dialética entre opressão-empoderamento

Autores

  • Cassia Engres Mocelin

Resumo

Este artigo, de revisão teórica e bibliográfica, intenta revisitar as concepções teóricas acerca das categorias opressão e empoderamento a partir das contribuições de Iris Marion Young, Patrícia Hill Collins e Paulo Freire. Como síntese, foi possível perceber que em nenhuma das concepções acerca da opressão, estas são hierarquizadas a partir da classe social, mas sim, são vistas como interconectadas. Os sistemas de opressões interseccionais, servem para produzir e reproduzir as injustiças sociais engendradas pelo modo de produção capitalista que os grupos oprimidos sofrem. Ademais, Young e Collins, assim como Freire, destacam o peso das instituições na reprodução das opressões, das relações de exploração, poder e nas práticas de dominação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-03

Edição

Seção

Comunicações Orais - Classe social, gênero, raça, etnia e diversidade sexual