"E daí": niilismo e negacionismo à brasileira

Autores

  • Wander Andrade de Paula UFES

Resumo

O objetivo geral deste artigo é investigar, a partir da filosofia e da psicanálise, os fundamentos do discurso negacionista adotado pelo Governo Federal do Brasil, em especial do presidente Jair Bolsonaro, no enfrentamento da pandemia de Covid-19 que atinge o mundo. Partindo da hipótese segundo a qual as bases psicológica e cultural desse discurso podem indicar possíveis formas de combate contra seus efeitos nefastos, analisa-se as discussões freudianas sobre a “negação” e, especialmente, as teses nietzscheanas sobre o “niilismo” da cultura ocidental. Desse modo, espera-se demonstrar que a adesão de parte considerável da população a tal discurso está assentada na identificação com uma forma de interpretação da realidade que é típica do que contemporaneamente é denominado como “pós-verdade”.    

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-11-30

Edição

Seção

Artigos