[1]
O. Kempinska, “Caligrama, corpo e escrita: As encenações da euforia e da violência”, Farol, vol. 1, nº 21, p. 70–77, dez. 2019.