Imprensa e política no Piauí na primeira metade do período monárquico

Autores

  • Pedro Vilarinho Castelo Branco Universidade Federal do Piauí

DOI:

https://doi.org/10.46812/e-2020310107

Palavras-chave:

Piauí Província, Imprensa, Política

Resumo

O artigo pretende analisar as circunstâncias de criação da imprensa no Piauí, durante o Período Regencial e o início do Segundo Reinado. Oeiras, a capital e principal centro político da Província do Piauí, era situada no sertão, distante do litoral e marcada por dinâmicas econômicas e condições materiais e culturais específicas que se refletiam na forma vigente de fazer política na Província. No período, o Piauí era governado pelo Barão da Parnaíba, que impunha ferrenha vigilância sobre todos que se posicionavam contra ele, dificultando o aparecimento de uma imprensa livre, que desse visibilidade a ideias oposicionistas. Propõe-se, ainda, examinar as particularidades da criação da imprensa na Província do Piauí, entre os anos de 1832, ano de criação do seu primeiro jornal, e o ano de 1845, quando é lançado o primeiro jornal de oposição no Piauí.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Fontes

CARTAS ao Editor. O Telégrafo, Oeiras, ano 1, n. 38, p. 3-4, 30 mar. 1840.

DIÁRIO DO RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro, ano 22, n. 90, p. 2, 22 abr. 1843.

INTERIOR: continuação do número antecedente. O Telégrafo, Oeiras, ano 1, n. 5, p. 1-2, 5 dez. 1839.

NOTÍCIAS Particulares. Diário do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, ano 19, n. 188, p. 4, 25 ago. 1840.

O TELÉGRAFO, Oeiras, anos indicados.

POST-SCRIPTUM. O Telégrafo, Oeiras, ano 1, n. 26, p. 4, 17 fev. 1840.

Obras Gerais

ABRANTES, E. S. O Farol Maranhense: atuação política do jornalista José Cândido de Morais e Silva nos debates e lutas do pós-independência no Maranhão: 1828-1831. In: GALVES, M. C.; COSTA, Y. O Maranhão oitocentista. São Luís: EdUEMA, 2015. p. 53-79.

BASILE, M. O. N. de C. Regência e imprensa: percursos historiográficos. Almanack, Guarulhos, n. 20, p. 1-9, set./dez 2018.

BONAPARTE, N. Sobre a guerra: a arte da batalha e da estratégia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015. p. 184.

CAPELATO, M. H. A imprensa como fonte e objeto de estudo para o historiador. In: PRADO, M. L. C.; VILAÇA, M. (Org.) História das Américas: fontes e abordagens historiográficas. São Paulo: Humanitas, 2015. p. 114-136.

CARVALHO, J. M. de. A vida política. In: CARVALHO, J. M. de. A construção nacional: 1830-1889. Rio de Janeiro: Objetiva, 2010. p. 83-130.

CASTELO BRANCO, P. V. A Balaiada e as disputas de memória das elites políticas no Piauí oitocentista. Revista do IHGB, Rio de Janeiro, a. 180. v. 481, p. 41-70, set./dez. 2019.

COSTA FILHO, A. A escola do sertão: ensino e sociedade no Piauí: 1850-1889. 2000. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Ciências da Educação, Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2000.

CRUZ, H. de F.; PEIXOTO, M. do R. da C. Na oficina do historiador: conversas sobre história e imprensa. Projeto História, São Paulo, n. 35, p. 253-270, dez. 2007.

DIAS, M. C. M. Balaios e Bem-te-vis: a guerrilha sertaneja. Teresina: Fundação Cultural Monsenhor Chaves, 1996.

FREITAS, Clodoaldo. A Balaiada. Teresina: Academia Piauiense de Letras. 2019.

GARDNER, G. Viagem ao interior do Brasil. Belo Horizonte; São Paulo: Itatiaia; EDUSP, 1975.

MARTINS, A. L.; LUCA, T. R. de. Imprensa e cidade. São Paulo: UNESP, 2006.

MARTINS, A. L.; LUCA, T. R. de (Org.). História da imprensa no Brasil. São Paulo: Contexto, 2008.

MONTEIRO, C. A. de F. Tempo de Balaio. Florianópolis: UFSC, 1993.

MOREL, M. Os primeiros passos da palavra impressa. In: MARTINS, Luiza; LUCA, Tania Regina de (Org.). História da Imprensa no Brasil. São Paulo: Contexto, 2008. p. 24-43.

MOTT, L. Piauí colonial: população, economia e sociedade. Teresina: Academia Piauiense de Letras, 2010.

NEVES, L. M. B. P. das. Corcundas e Constitucionais: a cultura política da independência (1820-1822). Rio de Janeiro: FAPERJ, 2003.

NEVES, Abdias. O Piauí na Confederação do Equador. Teresina: EDUFPI, 1997.

NUNES, O. Pesquisas para a História do Piauí. Teresina: FUNDAPI, 2007. v 3.

PEREIRA DA COSTA, F. A. Cronologia histórica do Estado do Piauí. Teresina: 2010.

PEREIRA, M. R. de M. Considerações sobre a ação urbanística do Período Pombalino. Ágora. Santa Cruz do Sul, v. 1, p. 61-82, mar. 1995.

PINHEIRO FILHO. Celso. História da imprensa no Piauí. Teresina: COMEPI, 1972.

RÊGO, A. R. Imprensa piauiense: atuação política no século XIX. Teresina: Fundação Cultural Monsenhor Chaves, 2001.

SILVA, A. da C. e. População e sociedade: In: SILVA, Alberto da Costa e (Coord.). História do Brasil Nação: 1808-2010. Rio de Janeiro: Objetiva, 2011. v. 1. p. 35-74.

SODRÉ, Nelson Werneck. História da Imprensa no Brasil. Rio de Janeiro: Martins Fontes. 1983.

Downloads

Publicado

2020-06-14

Como Citar

CASTELO BRANCO, P. V. Imprensa e política no Piauí na primeira metade do período monárquico. Revista Ágora, [S. l.], v. 31, n. 1, p. e-2020310107, 2020. DOI: 10.46812/e-2020310107. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/agora/article/view/29161. Acesso em: 15 ago. 2020.

Edição

Seção

Imprensa, partidos e eleições no Oitocentos