A Política social no capitalismo contemporâneo: uma reinterpretação da moderna sociedade burguesa

Autores

  • Rafael Oliveira Círculo de Estudos da Ideia e da Ideologia.

DOI:

https://doi.org/10.18315/argumentum.v8i1.10546

Resumo

Dar-se-á enfoque à análise do sistema social que distingue a época burguesa, enfatizando o nexo antitético entre suas estruturas e conjunturas. Destacando o caráter particularmente histórico das formas sociais tipicamente capitalistas, o texto sugere a necessidade de reconceituar o capitalismo, com base na teoria crítica de marxiana, para pensar as tendências e desafios da política social no capitalismo contemporâneo. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Oliveira, Círculo de Estudos da Ideia e da Ideologia.

Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da UERJ (2015). Mestre em Política Social e Trabalho pelo PPGSS/UERJ (2014), possui graduação em Ciências Sociais pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UERJ (2009). Atualmente é um dos coordenadores do Círculo de Estudos da Ideia e da Ideologia/RJ, além de ser professor de sociologia na rede pública estadual do Rio de Janeiro.

Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Introdução às Ciências Sociais, Pensamento Social Brasileiro e Teoria Crítica. Atualmente desenvolve estudos com os temas: cultura de massa, ideologia, dominação social, direito e Estado.

Downloads

Publicado

2016-05-08

Como Citar

Oliveira, R. (2016). A Política social no capitalismo contemporâneo: uma reinterpretação da moderna sociedade burguesa. Argumentum, 8(1), 61–75. https://doi.org/10.18315/argumentum.v8i1.10546