América Latina: entre pontes, muros e oceanos

Autores

  • Roberta Sperandio Traspadini UNILA

DOI:

https://doi.org/10.18315/argumentum.v8i1.11550

Resumo

Este artigo tem como objetivo consolidar uma reflexão crítica sobre a viabilidade da realização política de projetos “alternativos” de integração, via educação, em plena era hegemônica do capital monopolista financeiro transnacional. Como recurso didático o mesmo trabalhará com a idéia da construção de pontes-muros manifesta em três movimentos: 1. Breves apontamentos sobre a história da construção de pontes-muros originados na conquista-colonização do continente americano. 2. Conexões entre passado-presente da América Latina, com base em uma posição político-teórica sobre a interpretação da história das resistências. 3. Possibilidades de consolidação de uma ponte de resistência no âmbito das universidades públicas brasileiras: a experiência da construção da Universidade Federal da Integração Latino-Americana, na tríplice fronteira. A intenção é explicitar a dinâmica histórica da luta de classes no continente que, apesar do genocídio e da invisibilidade orquestrados pela classe dominante, segue viva, pulsante e com possibilidades sempre abertas rumo à emancipação. As pontes e os muros, naturais, sociais, servirão de mediação para a construção textual relativa à relação histórica do homem com a natureza.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberta Sperandio Traspadini, UNILA

Professora da UNILA, curso Relações Internacionais.

Membro dos grupos de pesquisa:

1) Integração, CLACSO;

2) GT da dependencia, SEP

3) HEDLA, UFRGS;

4) GIEPTALC, UNILA.

Downloads

Publicado

2016-05-08

Como Citar

Traspadini, R. S. (2016). América Latina: entre pontes, muros e oceanos. Argumentum, 8(1), 27–47. https://doi.org/10.18315/argumentum.v8i1.11550