Diálogos de um desastre: comunicação e discursos da Samarco/Renova em sua interlocução com os atingidos pela catástrofe socioambiental no Vale do Rio Doce

Autores

  • Diovana Renoldi Vieira

Resumo

Esta pesquisa busca compreender a dinâmica do arranjo institucional criado para a produção e implementação das políticas públicas direcionadas à reparação dos impactos produzidos a partir do rompimento da barragem de rejeitos de Fundão (MG). Para tanto, dirige a atenção aos mecanismos de comunicação e estratégias discursivas estabelecidas pela Samarco/Fundação Renova para interagir com as comunidades atingidas, em particular, e com a sociedade civil, em geral. Dessa forma, busca-se compreender os impasses e as intencionalidades existentes nesta arena de negociação, a qual é regida pelas normas estabelecidas no Termo de Transação e Ajustamento de Conduta (TTAC). Este que coloca a Fundação Renova à frente da gestão dos programas, sob supervisão e orientação do Comitê Interfederativo e das Câmaras Técnicas. Desse modo, pretende-se investigar de que forma tal lógica reflete as assimetrias de poderes, bem como a menor ou maior participação social, permeando os dilemas e as fragilidades dos instrumentos utilizados para o tratamento do problema.

Downloads

Edição

Seção

Instituições, participação e políticas públicas