A fundamentação de decisões judiciais no novo CPC

Autores

  • Vitor Carvalho Barbosa

Resumo

Com base no Estado Democrático de Direito, o novo CPC criou novos mecanismos para alcançar um procedimento mais célere e justo. Nesse sentido, proporcionou uma simplificação no sistema; criou alterações ligadas ao princípio da segurança jurídica; e estabeleceu redução da liberdade dos julgadores em suas decisões, etc. Todas essas mudanças tiveram a finalidade de adequar a nova legislação aos ditames constitucionais (art. 93, IX). Ao analisar o texto do art. 489, perceba que há um rol de pontos em que o julgador deve observar em seu julgamento, servindo este como requisitos mínimos de fundamentação. Devido essas alterações, é inegável importância do estudo da sistemática da fundamentação das decisões judiciais. Para tanto, no artigo será abordado o dever de motivação das decisões judiciais e sua importância para o processo e as partes, com base nas recentes alterações do código.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-05-10

Edição

Seção

I Tutela de direitos e novas técnicas processuais