Análise da pré-execução do Programa de Indenização Mediada e a tutela adequada dos direitos coletivos lato sensu

Autores

  • Thaís Henriques Dias

Resumo

Este estudo analisa a pré-implementação do Programa de Indenização Mediada (PIM) e a sua adequação às diretrizes do Design de Sistemas de Disputas (DSD) tendo em vista a busca pela tutela adequada dos direitos coletivos lato sensu. A partir do desastre ambiental provocado pelo rompimento da barragem de Fundão de responsabilidade da empresa Samarco Mineração S.A e de suas controladoras Vale S.A e a anglo-australiana BHP Billiton Brasil LTDA, esta pesquisa busca identificar, comparar e analisar métodos e documentos da Fundação Renova na pré-execução do PIM, fundada nos conceitos do microssistema do processo coletivo e nas discussões sobre resolução negociada de conflitos ambientais. Para conduzir à conclusão deste estudo serão discutidos os pontos positivos e negativos desse instrumento extrajudicial de resolução de conflitos para a tutela adequada dos direitos das populações atingidas pelo desastre no Estado do Espírito Santo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-05-10

Edição

Seção

Mecanismos extrajudiciais de conflito