Idealismo e processo: a influência de Kant nas bases do positivismo jurídico

Autores

  • Lara Ferreira Lorenzoni
  • Tatiane Priori Galimberti

Resumo

No século XVIII, uma virada de ordem econômica, política, social e cultural instaurou uma nova forma de se entender a justiça e o direito: a lei positivada tornou-se o principal norte e fonte jurídica. Todos passaram a ser obrigados a seguir o que diziam os códigos, inclusive o Estado. Essa mudança, cujos ventos já vinham soprando desde a Idade Média, é o resultado prático de uma emaranhado de teorizações sobre o universo, o homem e a vida em sociedade. A filosofia de Immanuel Kant teve uma especial participação nessa empreitada, pois atendeu exatamente aos anseios da época: autonomia do ser humano por intermédio da razão, porém, sem retirar dele a certeza e a segurança de que ainda precisava. No direito, isso influenciou o entendimento e a aplicação do positivismo jurídico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-06-16

Edição

Seção

Artigos