ESTIMATIVA DE EVAPOTRANSPIRAÇÃO PELOS MÉTODOS DE PENMAN-MONTEITH E HARGREAVES E SAMANI, VITÓRIA DA CONQUISTA, BAHIA

Autores

  • Robson de Jesus Santos Universidade Estadual de Feira de Santana

Resumo

A demanda por recursos hídricos cresce a cada ano, sendo também crescentes a preocupação da sociedade em garantir a utilização da água de forma responsável, sendo assim o entendimento  da evapotranspiração de referências (ETo) é uma ferramenta importante, neste processo, métodos alternativos surgem para flexibilizar as análises.  O objetivo deste trabalho foi a determinação da ETo utilizando o método de Hargreaves e Samani (HS) para as estações do ano comparando-o com o método padrão Penman-Monteith para o município de Vitória da Conquista, Bahia. Utilizou-se dados meteorológicos   da base de dados do Instituto Nacional de Meteorologia para o período de 3 anos (2014-2016) tratados no software Office Excel 2016®, para minimização da soma dos quadrados do erro para a ETo estimada pelo método de HS utilizou-se o dispositivo SOLVER do office e os procedimentos estatísticos ocorreram com a utilização do programa de código livre R® (R core team, 2016). Os resultados comprovam que o método de HS pode ser aplicado para estimar ETo no município de forma simples e com necessidade de poucas variáveis, sendo que houve melhoras nos resultados para os dados ajustados, tornando-se equivalentes ao padrão. Portando o método HS é eficiente para estimativa de ETo na região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-05-29