BIOMETRIA EM SEMENTES DE GRAVIOLA

Autores

  • Liz Santos Nascimento Instituto Federal do Espirito Santos

Resumo

A utilização da biometria na classificação das sementes tem sido bastante empregada para a seleção das sementes mais vigorosas. A caracterização de parâmetros biométricos, em análise preliminar visa a aplicação dos dados coletados, fornecendo importantes dados para seleção de sementes, principalmente na área da fruticultura. O presente trabalho teve como objetivo de descrever os dados biométricos das sementes de graviola. A pesquisa foi realizada no Laboratório de propagação do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), Campus Santa Teresa-ES. Foram utilizadas sementes de graviola, colhidos manualmente de plantas localizadas na região e entorno do Campus e selecionadas 50 sementes, classificadas por massa verde, para coleta de dados biométricos. Foram avaliadas o comprimento, largura e espessura, massa verde e seca, volume e a umidade. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado com 5 tratamentos e 10 repetições. As sementes com maiores massas apresentam os maiores valores biométricos, porem a umidade não varia conforme a massa das sementes. Os parâmetros avaliados mostram correlação quando se altera os dados biométricos, porém estes dados não interferem na umidade da semente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BATTILANI, J. L.; SANTIAGO, E. F.; DIAS, E. S. Morfologia de frutos, sementes, plântulas e plantas jovens de Guibourtia hymenifolia (Moric.) J. Leonard (Fabaceae). Revista Árvore, Viçosa-MG, v.35, n.5, p.1089-1098, 2011.
CARAVALHO, J.E.U.; NAZARÉ, R.F.R.; OLIVEIRA, W.M. Características físicas e físico-químicas de um tipo de bacuri (Platonia insignis Mart.) com rendimento industrial superior. Revista Brasileira de Fruticultura, v.25, p.326- 328, 2003.
CHRISTRO, L. F. et al. Biometric analysis of seeds of genotypes of physic nut (Jatropha curcas L.). Agropecuária Científica no Semiárido, Campina Grande-PB, v.8, n.1, p.01-03, 2012.
GALARÇA, S. P.; LIMA, C. S. M.; SILVEIRAS, G. da.; RUFATO, A. de. R. Correlação de pearson e análise de trilha identificando variáveis para caracterizar porta-enxerto de Pyrus communis L. Ciênc. Agrotec., Lavras, MG v. 34, n. 4, p. 860-869, 2010.
GONÇALVES, L. G. V.; ANDRADE, F. R.; MARIMON JUNIOR, B. H.; SCHOSSLER, T. R.; LENZA, E.; MARIMON, B. S. Biometria de frutos e sementes de mangaba (Hancornia speciosa Gomes) em vegetação natural na região leste de Mato Grosso, Brasil. Rev. de Ciências Agrárias, Lisboa, v.36, n.1, p.31-40, 2013.
MATHEUS, M.T.; LOPES, J.C. Morfologia de frutos, sementes e plântulas e germinação de sementes de Erythrina variegata L. Revista Brasileira de Sementes, v.29, n.3, p.08-17, 2007.
OLIVEIRA, E.C. Morfologia de plântulas florestais. In: AGUIAR, I.B.; PINÄ-RODRIGUES, F.C.M.; FIGLIOLIA, M.B. (Coord.). Sementes florestais tropicais. p.137-174. Brasília, DF: ABRATES, 1993.
SILVA, M. de. S.; VIEIRA, F. de. A. e CARVALHO, D. de. Biometria dos Frutos e Divergência Genética em uma População de Geonomaschottiana Mart. Revista Brasileira de Biociências, Porto Alegre, v. 5, supl. 1, p. 582-584, 2007.
VÁZQUEZ-YANES, C.; ARÉCHIGA, M.R. Ex situ conservation of tropical rain forest seed: problems and perspectives. Interciência, v.21, n.5, p.293-298, 1996.

Downloads

Publicado

2020-05-29