ÁCIDO GIBERÉLICO NA EMERGÊNCIA DE PLÂNTULAS DE SABONETEIRA

Autores

  • Rafaela Barreto Cazaroto Grobério Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) Campus Santa Teresa https://orcid.org/0000-0001-7555-6845
  • Liz Santos Nascimento Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) Campus Santa Teresa
  • Ana Cecilia Nepomuceno Hoffay Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) Campus Santa Teresa
  • Andrielle Ferrari Monico Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) Campus Santa Teresa
  • Marcus Vinícius Sandoval Paixão Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) Campus Santa Teresa

Resumo

A saboneteira, Sapindus saponaria L., é uma árvore com ocorrência nos domínios fitogeográficos da amazônia, cerrado, mata Atlântica e pantanal. Objetivou-se avaliar a ação da giberelina na emergência de plântulas de saboneteira. O experimento foi conduzido no Laboratório de Sementes do IFES campus Santa Teresa. A sementes foram coletadas na área do campus e imersas por 30 minutos na solução de GA3: 1.000 mg.L-1; 2.000 mg.L-1; 3.000 mg.L-1; 4.000 mg.L-1 e água pura como testemunha, e colocadas em bandejas com substrato comercial bioplant®. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com 5 tratamentos e 4 repetições de 25 sementes por parcela. A contagem das plântulas emergidas foi efetuada diariamente e teve início com a emergência da primeira plântula, até trinta dias após. Foram avaliadas a porcentagem de emergência; índice de velocidade de emergênciae o tempo médio de emergência. A semente de saboneteira apresentou forte resistência a germinação com baixa porcentagem de emergência, sendo que somente em dosagem alta (4.000 mg.L-1) pudemos observar aumento na emergência das plântulas. A imersão das sementes em solução de giberelina por 30 minutos na dosagem de 4.000 mg L-1apresentou melhora na emergência das plântulas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafaela Barreto Cazaroto Grobério, Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) Campus Santa Teresa

Graduanda de agronomia do IFES

Liz Santos Nascimento, Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) Campus Santa Teresa

Graduanda de agronomia do IFES

Ana Cecilia Nepomuceno Hoffay, Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) Campus Santa Teresa

Graduanda de agronomia do IFES

Andrielle Ferrari Monico, Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) Campus Santa Teresa

Graduanda de agronomia do IFES

Marcus Vinícius Sandoval Paixão, Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) Campus Santa Teresa

Professor do IFES

Referências

AGUIAR, I. B.; PIÑA-RODRIGUES, F. C. M.; FIGLIOLIA, M. B. 1993. Sementes florestais tropicais. ABTS, Brasília, 350 p.
BEWLEY, J. D.; BLACK, M. Seeds: physiology of development and germination. New York: Plenum, 1985. 367p.
BORGES, K. C. DE F.; SANTANA, D. G.; RANAL, M.; DORNELES, M. C.; CARVALHO, M. P. Germinação de sementes e emergência de plântulas de Luehea divaricata Mart. Revista Brasileira de Biociências, 5: 1008-1010. 2007.
KARSSEN, C. M. Hormonal regulation of seed development, dormancy, and germination studied by genetic control. p. 333-350. In: KIGEL, J.; GALILI, G. (Eds.) Seed development and germination. New York: Marcel Dekker. 1995. 872 p.
LAVAGNINI, C. G.; DI CARNE, C. A. V.; CORREA, F.; HENRIQUE, F.; TOKUMO, L. E.; SILVA, M. H.; SANTOS, P. C. S. Fisiologia Vegetal – Hormônio Giberelina. Revista Científica Eletrônica de Agronomia, FAEF, v. 25, n. 1, p. 48-52. 2014.
LORENZI, H. Árvores Brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. Nova Odessa: Instituto Plantarum, 368 p. 2009.
MEDEIROS, A. C. S. & ABREU, D. C. A.  Instruções para testes de germinação de sementes florestais nativas da Mata Atlântica. Colombo: Embrapa, 2005. (Comunicado Técnico).
NETO, M. P.; DANTAS, A. C. V. L.; VIEIRA, E. L.; ALMEIDA, V. de O. Germinação de sementes de jenipapeiro submetidas à pré-embebição em regulador e estimulante vegetal. Ciência Agrotécnica, Lavras, v.31, n.3, p. 693-698. 2007.
PAIXÃO, M. V. S.; LIMA, MA. G. B.; BOZETTI, M.; FARIA JUNIOR, H. P.; PAIXÃO, P. P. Superação de dormência das sementes e desenvolvimento de plântulas de acácia amarela (Cassia ferruginea (Schrad) Schrad ex DC). Pesquisa Agropecuária Gaúcha, Porto Alegre, v.23, ns.1/2, p. 22-30. 2017.
OLIVEIRA, L. M.; BRUNO, R. L. A.; SILVA, K. R. G.; SILVA, V. D. M.; FERARRI, C. S.; SILVA, G. Z. Germinação e vigor de sementes de Sapindus saponaria L. submetidas a tratamentos prégerminativos, temperaturas e substratos. Ciência Rural, Santa Maria, v.42, n.4, p.638-644. 2012.
OLIVEIRA, L. M.; BRUNO, R. L. A.; GONÇALVES, E. P.; A LIMA JÚNIOR, D. R. Tratamentos pré-germinativos em sementes de Caesalpinia pulcherrima (L.) Sw. Leguminosae. Revista Caatinga, Mossoró, v.23, n.1, p.71-76. 2010.
PRADO NETO, M.; DANTAS, A. C. V. L.; VIEIRA, E. L.; ALMEIDA, V. O. Germinação de sementes de jenipapeiro submetidas à préembebição em regulador e estimulante vegetal. Ciência e Agrotecmologia, 31:693-698. 2007.
RÊGO, G. M.; POSSAMAI, E. Efeito do Sombreamento sobre o Teor de Clorofila e Crescimento Inicial do Jequitibá-rosa. Boletim de Pesquisa Florestal, n. 53, p. 179-194. 2006.
ROCHA, A. P.; MATOS, V. P.; SENA, L. H. DE M.; PACHECO, M. V.; FERREIRA, R. L. C. Métodos para superação da dormência em sementes de Garcinia gardneriana (Planch. & Triana) Zappi. Ciência Florestal, Santa Maria, v.28, n.2, p. 505-514. 2018.
SANTARÉM, E. R.; ÁQUILA, M. E. A. Influência de métodos de superação de dormência e do armazenamento na germinação de sementes de Senna macranthera (Colladon) Irwin & Barneby (Leguminosae). Revista Brasileira Sementes, Brasília, v.17, n.2, p.205-209. 1995.
SILVA, B. E. C.; P PIMENTA, C. B.; JOLOMBA, M. R.; LUIZ, P. H. D.; POLONI, C. M. M. Avaliação da germinação de sementes de ipê amarelo (Tabebuia chrysotricha (Mart. ex DC.) Standl.) em diferentes substratos. The Journal of Engineering and Exact Sciences – JCEC, V. 04, N.03. 2018.
SOMNER, G.V., FERRUCCI, M.S., ACEVEDO-RODRÍGUEZ, P., COELHO, R.L.G.; PERDIZ, R. Sapindaceae. Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. 2015.
WAGNER JÚNIOR, A.; SANTOS, C. E. M.; SILVA, J. O. C.; PIMENTEL, L. D.; BRUCKNER, C. H. Influência do substrato e do ácido giberélico no desenvolvimento inicial do pessegueiro progênie 290. Revista Brasileira de Agrociência, UFPEL, v. 18, p. 11-20. 2012.

Downloads

Publicado

2020-05-29