Quem reivindica alteridade? Analise comparativa entre duas mulheres idosas nas literaturas brasileira e mocambicana

Fernanda Soares Wenceslau, Leonardo Gomes de Souza

Resumo


Numa sociedade onde o idoso é cada vez mais marginalizado ou então obrigado a se manter aparentemente jovem, propõe-se a comparação entre seu perfil e lugar em textos literários que, a despeito de toda a arte que lhes conferem autonomia, representam uma realidade. Voltou-se o olhar para um conto de Clarice Lispector, “Feliz aniversário” e outro de Mia Couto “Sangue da avó manchando a alcatifa”. Considera-se que um sistema de genderização esteja a serviço da exclusão do idoso.

Palavras-chave: idoso-lugar-perfil.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.