CONTRARREFORMAS E POLÍTICAS SOCIAIS: ANÁLISE DA PROPOSTA DO BANCO MUNDIAL

Autores

  • Gissele Carraro PUC-RS
  • Solange Emile Berwig Unipampa
  • Naara de Lima Campos UFEES

Resumo

Este trabalho tem como finalidade apresentar algumas análises sobre o processo de contrarreformas em curso no Brasil, recomendadas pelo Banco Mundial, que impacta configuração das políticas sociais, entre elas a assistência social, bem como o redimensionamento do papel do Estado na garantia de direitos sociais preconizados na Constituição Federal de 1988. As reflexões realizadas por meio de análise documental apontam para o desmonte e a expropriação de direitos conquistados historicamente pela classe trabalhadora, como parte de uma estratégia de retomada da acumulação do capital em tempos de capitalismo neoliberal.

Biografia do Autor

Gissele Carraro, PUC-RS

Doutora em Serviço Social. Bolsista do Programa Nacional de Pós-Doutorado da CAPES e Professora Colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da PUC-RS.

Solange Emile Berwig, Unipampa

Doutora em Serviço Social pela PUC-RS. Professora do Curso de Serviço Social da Universidade Federal do Pampa – UNIPAMPA, Campus São Borja. Integrante do Grupo de Pesquisa: Trabalho, Formação Profissional em Serviço Social e Política Social na América Latina

Naara de Lima Campos, UFEES

Doutoranda em Política Social pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Bolsista CAPES, integrante do Grupo de Pesquisa Dinheiro e Capital da UFES, 

Publicado

2019-06-25

Edição

Seção

Mesa coordenada Contrarreformas e Política de Assistência Social: retrocessos e resistências