Vertentes da literatura contra hegemônica moçambicana na obra de Mia Couto: diálogos entre narrativas de ficção e artigos de opinião

Flávio García

Resumo


Trata-se de África, um vasto continente, com mais de trinta milhões de quilômetros quadrados, cuja menor parte está situada no Hemisfério Norte, e a maior, no Sul. Suas costas são banhadas por diferentes oceanos e mares. As que ficam a oeste voltam-se para o Oceano Atlântico; as a leste, para o Índico. As terras localizadas no Nordeste encontram-se com o Mar Vermelho e têm, como imagem espelhada na margem oposta, o Continente Asiático; as no Norte defrontam-se com o Mar Mediterrâneo, e veem, acima de si, a vastidão da Europa, com suas diversidades de leste a oeste. No mais extremo Noroeste, há um ponto que quase se toca com a Península Ibérica, onde se encaram, face a face, do lado africano, Ceuta, e, do lado espanhol, Gibraltar, trazendo à memória os percursos náuticos dos portugueses, no período áureo das grandes navegações, quando suas naus singravam o Estreito, em época que se desenhava, no projeto ultramarino dos descendentes de Luso, uma África que se viria adjetivar de Lusófona.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.