Tradição, Oralidade e Ancestralidade

Michele Freire Schiffler

Resumo


O presente artigo visa a discutir a questão da tradição a partir da crítica Pós-Colonial, no intuito de problematizar sua relevância para a formação identitária de comunidades quilombolas no município do estado de Espírito Santo. A partir do entendimento da tridimensionalidade do tempo na enunciação, serão observados os elementos constitutivos da tradição oral presentes em performances culturais, notadamente o Ticumbi do município de Conceição da Barra. A tradição, transmitida e atualizada pela oralidade e pela performance, configura-se como importante fator idenditário, pelo acesso à ancestralidade e às matrizes africanas constituintes das comunidades quilombolas.
Palavras-chave: tradição, identidade, oralidade, ancestralidade, Ticumbi.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.