Radamés Gnattali: o Concertino n. 2 para violão e orquestra e a aplicabilidade do dedo mínimo na técnica da mão direita

Autores

  • Bartolomeu Filho Wiese Escola de Música da UFRJ

Resumo

Apresenta o resultado da pesquisa realizada sobre o Concertino n. 2 para violão e orquestra de Radamés Gnattali, obra na qual o compositor deixou assinaladas as suas intenções de digitação da mão direita. As marcações expostas pelo compositor exigem do intérprete a utilização do dedo mínimo da mão direita – ao modo de Garoto tocar –, obtendo-se, desta forma, acordes plaqués. O trabalho engloba ainda um breve histórico da técnica violonística da mão direita com ênfase nos autores que exploraram o dedo mínimo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bartolomeu Filho Wiese, Escola de Música da UFRJ

Práticas interpretativas, Departamento de Arco e cordas da Escola de Música da UFRJ

Downloads

Publicado

2014-05-13