A vontade, a criação e a imaginação: revisões e reflexões acerca das teorias de nação de Ernest Renan, Ernest Gellner e Benedict Anderson

Autores

  • Daniel Lorenzo Gemelli Scandolara Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.47456/acp.v4i2.32798

Resumo

Este artigo pretende fazer uma breve explicação e análise das considerações teóricas formuladas por três pensadores da nação e do nacionalismo: Ernest Renan, Ernest Gellner e Benedict Anderson. Neste sentido, enfatizam-se as principais contribuições de cada um, como agregaram ao debate do campo de estudos e trouxeram noções que ainda dialogam com nossas percepções cotidianas. Ao final da análise teórica, as conclusões adotadas por este artigo baseiam-se na ênfase do diálogo entre os três autores e em como as noções trabalhadas por Renan, Gellner, e Anderson não necessariamente são conflitantes e podem ser entendidas de forma complementar. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Lorenzo Gemelli Scandolara, Universidade de Brasília

Bacharel em Ciência Política pela Universidade de Brasília. Mestrando em História pela Universidade de Brasília

Downloads

Publicado

2020-10-14