DÓNDE SE OCULTA LA SECRETA HERIDA: ASSENTAMENTOS DE RESISTÊNCIA EM FE EN DISFRAZ DE MAYRA SANTOS FEBRES

Autores

  • Cristian Souza De Sales

Resumo

O presente texto busca analisar o romance Fe en Disfraz, da escritora negra caribenha Mayra Santos Febres, publicado em 2009. Pretendemos com este trabalho refletir como a autora se utiliza de documentos históricos para reescrever as histórias e os legados de resistência de las ancestras na América Latina e Caribe Hispânico. Desta forma, ao cruzar fronteiras e contextualizar as experiências vividas por mulheres insurretas da diáspora, em países como Brasil e Porto Rico, a trama destaca as estratégias de sobrevivência e a resistência negra feminina ao colonialismo. Assim, valendo-se de recursos ficcionais, através da personagem Fe Verdejo e dos relatos de mulheres africanas e negras escravizadas investigadas por ela, emergem narrativas diaspóricas que contrariam epistemologias dominantes. Ao mesmo tempo,Santos-Febres oferece-nos contribuições epistêmicas e críticas que preenchem as lacunas da historicidade e contestam as “formas estreitas de pensar” sobre as relações coloniais (GROSGOGUEL, 2007). Ao fazer isso, argumentamos que a partir da “perspectiva de las ancestras” (ARROYO PIZARRO, 2013), a obra literária formula um ponto de vista próprio para reestabelecer o protagonismo de suas existências e restituir a sua humanidade violada pela dominação colonial.

Palavras-chave: escritoras negras caribenhas; literatura negra diaspórica; Porto Rico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-01-27

Edição

Seção

GT1 - Africanidades e Brasilidades em Literaturas e Linguística