LETRAMENTO LITERÁRIO À LUZ DAS LEIS 10.639/03 E 11.645/08: UMA EXPERIÊNCIA DIDÁTICA NA ESCOLA ESTADUAL ANTONIO GRÖHS

Autores

  • Maxsuel Pereira Barbosa
  • Márcia Juliana da Silva

Resumo

O presente artigo tem como gênese as experiências e reflexões de dois docentes de língua portuguesa em sala de aula, objetivando fomentar a percepção da produção literária afro-brasileira, destacando o protagonismo dos escritores afro-brasileiros e a disponibilização dessa produção no espaço escolar, fundamentado nas Leis 10.639/03 e 11.645/08. Desse modo, este trabalho tem como problemática: como a literatura afro-brasileira é experienciada pelos professores da Escola Estadual Antonio Gröhs? Utilizou-se como base metodológica um estudo qualitativo acerca da experiência docente a partir de um projeto de intervenção multidisciplinar durante do ensino remoto emergencial. Este estudo está fundamentado em Cosson (2009) e Ribeiro (2017). Concluímos que apesar da obrigatoriedade da oferta do ensino de literatura africana e afro-brasileira, esta ainda é incipiente. O professor precisa estar aberto para discutir sobre esta questão no espaço da sala de aula, tornando esse ambiente ainda mais receptivo às relações étnico-raciais, contribuindo assim para a formação crítica e reflexiva acerca da legítima história do povo brasileiro.

Palavras-chave: Lei 10.639/03; Lei 11.645/08; Educação Básica; Ensino; Relato de Experiência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-01-27

Edição

Seção

GT 2- Africanidades e Brasilidades em Educação e Relações Étnico-raciais