O PRECONCEITO LINGUÍSTICO NO CIBERESPAÇO: UM ESTUDO SOBRE A DISCRIMINAÇÃO LINGUÍSTICA NO ESPAÇO VIRTUAL E SEUS AGENTES

Autores

  • Débora Furieri
  • Edenize Ponzo Peres

Resumo

Este artigo se inscreve na Sociolinguística e tem por finalidade discorrer acerca do perfil dos agentes do preconceito linguístico no ciberespaço. Para isso, determina quatro fatores de análise, a saber: gênero/sexo, nível de escolaridade, faixa etária e incidência de desvios linguísticos. Os resultados, deveras sintomáticos, revelam empiricamente quem são os agentes da discriminação linguística no espaço virtual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-02-07

Edição

Seção

Artigos