Movimentos Sociais urbanos e o direito à cidade: a experiência do MTST na conquista e ampliação da política pública de direito à moradia

Autores

  • Eblin Joseph Farage
  • Felipe Mello da Silva Brito
  • Guilherme Simões Pereira

Resumo

O presente artigo procura debater o direito à cidade a partir da participação do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto na luta pela moradia digna, que vem ocorrendo através da mobilização e da ação direta para a ampliação de políticas públicas condizentes com a necessidade dos trabalhadores. Propõe-se a re-significar o espaço urbano por meio da luta (re)inventando experiências sociais. Pretende colaborar para que os trabalhadores concentrados nos territórios pauperizados das periferias urbanas adquiram a capacidade de refazer a cidade, porém não como um autômato, abstraído das circunstâncias urbanas, mas como agentes que coletivamente exercitam a dimensão criadora da práxis cotidiana, intervindo, decisiva e ativamente, nessas circunstâncias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eblin Joseph Farage

Professora adjunta da Escola de Serviço Social da UFF.

Downloads

Publicado

2015-06-17

Edição

Seção

Comunicações Orais - Democracia, participação e movimentos sociais