LIDERANÇA

Autores

  • Fábio do Vale UFMS Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Pedro Henrique Alves de Medeiros UFMS Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Kelson Roberto Alves Cáceres Faculdade INSTED
  • Rafael Lucas de Souza Benites Faculdade INSTED

Palavras-chave:

Liderança, Descolonialidade, Influências, Aspectos Técnicos, Atitude

Resumo

O presente artigo vislumbra à luz da contemporaneidade os processos gerenciais de lojas virtuais no contexto administrativo no cenário de pandemia do novo coronavírus, COVID-19. Nesse ínterim, reconhecemos que com a necessidade de adaptação das lojas físicas o desafio de gerenciamento ficou maior, vez que, o consumo é majoritário quando nos referimos ao cerne do consumidor brasileiro. Notabilizamos que com a presença de novas ações em função do estado pandêmico, as empresas que possuíam uma cultura tradicional dentro do mercado brasileiro e que não reformulou a sua estratégia, declarou falência. Os meandros para que haja a sobrevivência de lojas de pequeno porte é a flexibilidade e a boa gestão administrativa.  Em contrapartida quando analisamos as lojas de grande porte percebemos um crescimento significativo em seu faturamento e desenvolvimento acelerado dentro do mercado de trabalho em se tratando do cenário virtual logístico. Nesse prisma este artigo propõe uma perspectiva descolonial acerca da necessidade emergente do lócus brasileiro na desenvoltura de empresas cuja logística está debruçada no viés virtual, logo, a teorização descolonial imbrica a possibilidade de um olhar outro, ou seja, não tradicional. Por esse intendo dialogamos com os pesquisadores, Edgar Cézar Nolasco, Pedro Henrique Alves de Medeiros, Walter Mignolo para abalizarmos a nossa discussão como acadêmicos da graduação em administração da Faculdade Insted.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio do Vale, UFMS Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Graduado em Letras e Pedagogia, Licenciatura. Professor dos segmentos: universitário, pré-vestibular e colegial. Doutorando pelo programa de Pós-graduação da UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Membro do Núcleo de Estudos Culturais Comparados (NECC) - UFMS. Pesquisador de Crítica Biográfica Fronteiriça - Estudos Fronteiriços na América Latina. Epistemologias do Sul. Descolonialidade. Mestre em Letras (Literatura, História e Sociedade) pela UEMS - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. Pós-Graduado, Especialista em Docência no Ensino Superior. Pós-Graduado, Especialista Educação Especial (TGD) Transtornos Globais de Desenvolvimento e Altas Habilidades/Superdotação. Pós-Graduado em Neuropsicopedagogia. Autor dos livros Obras: O Refém do Abandono (Romance) Candelabro poético (Poemas) É membro associado à UBE-MS União Brasileira de Escritores de Mato Grosso do Sul, sendo Diretor de Cultura mandato 2018/2020 UBE-MS. Pesquisador Associado e Assessor de Projetos do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura (CLAEC).

Pedro Henrique Alves de Medeiros , UFMS Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutorando em Estudos de Linguagens (PPGEL) com o projeto Uma (des)biografia descolonial de Silviano Santiago pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Mestre em Estudos de Linguagens (PPGEL) com o projeto Entre homo-bios-grafias e escrevivências de Silviano Santiago: exercícios de crítica biográfica fronteiriça pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS). Graduado em Letras Licenciatura Português e Inglês pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS). Trabalhou como Bolsista PIBIC/UFMS/CNPq sob orientação do professor Dr. Edgar Cézar Nolasco com o projeto Silviano Santiago: mil rosas (auto)biográficas. Membro do Grupo de Pesquisa Núcleo de Estudos Culturais Comparados (NECC) certificado pelo CNPq e Presidente da Comissão Organizadora do periódico CADERNOS DE ESTUDOS CULTURAIS. Pesquisador Associado e Coordenador de Projetos Especiais do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura (CLAEC). Coordenador do Evento Internacional Latinidades - Fórum Latino-Americano de Estudos Fronteiriços: Cultura, Arte, Literatura e Educação. Em 2020.2 atuou como Professor Visitante Voluntário de Graduação no Instituto Avançado de Ensino Superior e Desenvolvimento Humano (INSTED). Tem experiência na área de Letras com ênfase em Teoria Literária, Estudos Culturais, Crítica Biográfica, Literatura Comparada, Literatura Brasileira e Estudos Fronteiriços/Descoloniais.

Kelson Roberto Alves Cáceres , Faculdade INSTED

Acadêmico de Administração da Faculdade Insted. 

Rafael Lucas de Souza Benites, Faculdade INSTED

Acadêmico de Administração na Faculdade Insted 2020.

Referências

MIGNOLO, Walter. Desafios decoloniais hoje. 2017. Disponível em: https://revistas.unila.edu.br/epistemologiasdosul/article/download/772/645. Acesso: 17 nov. 2020.

JOHNSON, Spencer. Quem Mexeu no Meu Queijo? 1998.

s/a: Pensador. com, 2020. Disponível em: https://www.pensador.com/frases_de_lideranca/ . Acesso em: 17 de nov. 2020

Downloads

Publicado

2021-04-28

Edição

Seção

Faculdade INSTED

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>