A FIGURA SOCIAL DO PROFISSIONAL PEDAGOGO EM UMA UNIDADE PEDIÁTRICA

ESPAÇOS INFORMAIS, AUXILIANDO NA MELHORA DA RECUPERAÇÃO ATRAVÉS DO LÚDICO

Autores

  • Jordana Minozo da Silva Universidade Federal do Pampa
  • Rafael Silveira da Mota Universidade Federal do Pampa

DOI:

https://doi.org/10.55470/relaec.37373

Palavras-chave:

Pedagogia, Pedagogia Hospitalar, Ludicidade, Educação, Espaços Informais

Resumo

Este artigo visa resgatar importantes observações voltadas ao campo educacional e de saúde, ressaltando a garantia de direitos na infância, por meio da valorização da importância do profissional pedagogo ingresso em alas de internações pediátricas, conhecendo espaços de brinquedoteca e da execução do trabalho pedagogo diante o lúdico na concretização da Pedagogia Hospitalar. O objetivo do presente estudo visa conhecer a relevância social do papel do pedagogo e de seu trabalho lúdico no tratamento de crianças dentro da pediatria de dois hospitais na cidade de Santiago/RS. O presente trabalho originou-se de pesquisa bibliográfica e de dois questionários abordando a temática em prática. Mediante aos resultados concluiu-se que o pedagogo ainda não é reconhecido como importante integrante da rede de profissionais que podem atender a crianças enfermas e descobriu-se ainda sobre a importância do lúdico, do brincar e da brinquedoteca no hospital e como a pedagogia hospitalar pode exercer essencial papel junto com o pedagogo hospitalar na recuperação das crianças internadas garantindo seu desenvolvimento e a garantia de seus direitos básicos como brincar e se desenvolver.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRADE, Elaine Silva de; SILVA, Neiton da. Pedagogia Hospitalar: fundamentos e práticas de humanização e cuidado. Cruz das Almas/ BA: UFRB. 2013.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é educação? São Paulo: Brasiliense, 1983.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é educação? São Paulo: Brasiliense. 2007.

Brasil. Conselho Nacional de Direitos da Criança e do Adolescente. Resolução n° 41, de 13 de outubro de 1995. Secretaria Executiva do Conanda, Brasília, DF: Secretaria Especial dos Direitos Humanos, 2004. Disponível em: < https://www.gov.br/mdh/pt-br/acesso-a-informacao/participacao-social/conselho-nacional-dos-direitos-da-crianca-e-do-adolescente-conanda/resolucoes/resolucoes-1-a-99.pdf>. Acesso em: 24 ago. 2021.

Brasil. Conselho Nacional da Educação. Parecer CNE/CP nº 01/2006. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura. Brasília, DF: Conselho Nacional da Educação, 2006. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf>. Acesso em: 24 ago. 2021.

Brasil. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, LDB/96. Lei n. 9.394/96. 4. ed. Brasília, DF: Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas. 2020. Disponível em: <https://www2.senado.leg.br/bdsf/handle/id/572694>. Acesso em: 24 ago. 2021.

Brasil. Lei nº 11.104/2005, de 21 de marco de 2005. Dispõe sobre a obrigatoriedade de instalação de brinquedotecas nas unidades de saúde que ofereçam atendimento pediátrico em regime de internação. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, 2005. Disponível em: < https://legislacao.presidencia.gov.br/atos/?tipo=LEI&numero=11104&ano=2005&ato=f83QTWE5EMRpWTfc3>. Acesso em: 27 ago. 2021.

CHAER, Galdino; DINIZ, Rafael Rosa Pereira; RIBEIRO, Elisa Antônia. A técnica do questionário na pesquisa educacional. Revista Evidência, Araxá, v. 7, n. 7. 2011.

CHIZZOTTI, Antônio. Pesquisa em ciências humanas e sociais. São Paulo: Cortez, 4. ed. 2000.

DIAS Et al, Gleicieli Karine dos Reis. Pedagogia hospitalar: conceito e importância, frente aos direitos da criança hospitalizada. EDUCERE – Revista da Educação, Umuarama, v.18, n. 1, p. 81-92, jan./jun. 2018.

FERREIRA, Fernanda; PRETTO, Valdir. A importância da utilização da literatura infantil para o desenvolvimento cognitivo e afetivo da criança. XVI Jornada Nacional de Educacao- Educacao: território de saberes. Santa Maria, RS, 2012. Disponível em:< https://hal.archives-ouvertes.fr/hal-01396701>. Acesso em 12 ago. 2021.

FORNEIRO, Lina Iglesias. A Organização dos Espaços na Educação Infantil. In: ZABALZA, Miguel A. Qualidade em educação infantil. Tradução Beatriz Affonso Neves. Porto Alegre: Artmed. 1998.

GASPAROTTO, Geisa Mari. Pedagogia Hospitalar: a literatura infantil como elemento de mediação no desenvolvimento da criança hospitalizada. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Federal de Maringá. Maringá, 2011.Disponível em: < https://xdocs.com.br/doc/pedagogia-hospitalar-a-literatuta-infantil-como-elemento-de-mediaao-no-desenvolvimento-da-criana-hospitalizada-4olrq7exv7om>. Acesso em: 23 out. 2021.

GOMES, Daniela Alessandra; MATTÃO, Patrícia; RODRIGUES, Liliane Correia de Souza. Pedagogia Hospitalar: a educação e o lúdico associados à saúde. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia). Associacao Educativa do Brasil/ Matriz. 2014. Disponível em: <http://docplayer.com.br/24024257-Pedagogia-hospitalar-a-educacao-e-o-ludico-associados-a-saude.html.> Acesso em 12 set. 2021.

GOMES, Thauana Paiva de; VITORINO, Diego da Costa. Educação Formal e não formal. Londrina: Editora e Distribuidora Educacional S.A., 2017.

GOHN, Maria da Glória. Educação não-formal, participação da sociedade civil e estruturas colegiadas nas escolas. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v.14, n.50, p. 27-38, jan./mar. 2006.

KISHIMOTO, T. M. Diferentes Tipos de Brinquedoteca. In: FRIEDMANN, A. (org.). O Direito de Brincar: a brinquedoteca. São Paulo: Edições Sociais, 1998.

KRYMINICE, A. O. S.; CUNHA, C. R. A. As múltiplas linguagens artísticas e a criança enferma. In: MATOS, E. L. M. (Org.). Escolarização hospitalar: educação e saúde de mãos dadas para humanizar. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

LINHARES, Patrícia; LOREDO, Cinthia. Pedagogia Hospitalar: reflexões sobre a atuação do pedagogo no hospital. In: 14º Congresso de Iniciação Científica, 2014. Disponível em: < http://conic-semesp.org.br/anais/files/2014/trabalho-1000017134.pdf>. Acesso em 3 set. 2021.

LIMA, Michel Ferreira; MATTOS, Juliana Brito dos Anjos. A importância da pedagogia no ambiente hospitalar: educação e saúde, unidos em prol do desenvolvimento humano. Revista Dissertar, v. 1, n. 34, 2020. Disponível em: < http://revistadissertar.adesa.com.br/index.php/revistadissertar/article/view/288/489>. Acesso em 1 set. 2021.

MATOS, Elizete Lúcia; MUGIATTI, Margarida. Pedagogia Hospitalar: a humanização integrando a educação e a saúde. 3 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

MELO, Ana Lídia Braga. As práticas educativas desenvolvidas por pedagogos em espaços não escolares e os saberes profissionais mobilizados. ANPAE, 2012. Disponível em:< https://dokumen.tips/documents/as-praticas-educativas-desenvolvidas-por-anpaeorgbrseminarioanpae20121comunicacaoeixo0437ana.html>. Acesso em: 14 set. 2021.

MONTESSORI, Maria. Maria Montessori. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2010.

NOFFS, N. de A.; CARNEIRO, M. A. B. A educação e a saúde: brinquedoteca hospitalar espaço de ressignificação para a criança internada. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 5, n. 3, p. 355–363, 2011. DOI: 10.21723/riaee.v5i3.3710. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/3710. Acesso em: 10 out. 2021.

OLIVEIRA, Vera Barros. O lúdico na realidade hospitalar. In: Brinquedoteca hospitalar: isto é humanização. Associação Brasileira de Brinquedotecas. 2 ed. Rio de Janeiro: Wak, 2008.

OLIVEIRA, Lecila Duarte Barbosa et al. A brinquedoteca hospitalar como fator de promoção no desenvolvimento infantil: relato de experiência. Revista Brasileira Crescimento Desenvolvimento Humano. 2009. Disponível em:< https://www.revistas.usp.br/jhgd/article/view/19920>. Acesso em 15 set 2021.

PIMENTA, S. G.; ANASTASIOU, L. das G. C.; CAVALLET, V. J. Docência e ensino superior: construindo caminhos. In: BARBOSA, R. L. L. (Org.). Formação de educadores: desafios e perspectivas. São Paulo: Unesp. 2003.

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. Estrutura do Projeto de Pesquisa. In: PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. Metodologia do trabalho científico [recurso eletrônico]: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2 ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013. Disponível em: <https://www.feevale.br/Comum/midias/0163c988-1f5d-496f-b118-a6e009a7a2f9/E-book%20Metodologia%20do%20Trabalho%20Cientifico.pdf. Acesso em: 8 ago. 2021.

ROLIM, Carmem Lucia Artioli; SOUZA, Zilmere Santana. As vozes das professoras na Pedagogia Hospitalar: Descortinando possibilidades e enfrentamentos. Revista Brasileira de Educação Especial. Bauru, v. 25, n. 3, jul/ set. 2019.

SEVERO, José Leonardo Rolim de Lima. Educação não escolar como campo de práticas pedagógicas. II Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. (online), Brasília, v. 96, n. 244, p. 561-576, set./dez. 2015.

SILVA, Tania Melissa Archangelo da; MATOS, Elizete Lúcia Moreira. Brinquedoteca Hospitalar: uma realidade de humanização para atender crianças hospitalizadas. IX Congresso Nacional de Educação –EDUCERE. III Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia. PUCPR. 2009.

SILVA, Aline da Conceição da. A pedagogia hospitalar e a prática do pedagogo hospitalar. Repositório institucional da UFPB. Joao Pessoa, 2018. Disponível em: < https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/14140?locale=pt_BR>. Acesso em 12 set 2021.

SILVEIRA, Denise Tolfo; CÓRDOVA, Fernanda Peixoto. A pesquisa científica. In: GERHARDT, Tatiana Engel; SILVEIRA, Denise Tolfo (Orgs.) Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009. Disponível em: <https://lume.ufrgs.br/handle/10183/52806>. Acesso em 14 out. 2021.

SOUZA, Greice Kely Oliveira de; MARTINS Maria Margarete B. A brinquedoteca hospitalar e a recuperação de crianças internadas: uma revisão bibliográfica. Revista Saúde e Pesquisa, v. 6, n. 1, jan./abr. 2013 - ISSN 1983-1870.

TRILLA, J. A educação não-formal. In: ARANTES, V. A. (Org.). Educação formal e não-formal. São Paulo: Summus, 2008. p. 15-55.

VIEIRA, Valéria; BIANCONI, Maria Lúcia; DIAS, Monique. Espaços não-formais de ensino e o currículo de ciências. Ciência e Cultura, São Paulo, n. 4, out./Dec. 2005.

VIEGAS, D. (Org). Brinquedoteca hospitalar: isto é humanização. 2. ed. Rio de Janeiro: Wak. 2008.

Downloads

Publicado

09-02-2022

Edição

Seção

Dossiê - Ludicidade e Educação: Contribuições da Pedagogia

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>