Doenças crônicas não transmissíveis em agentes universitários de uma universidade pública do Sul do Brasil: prevalência e fatores associados

Autores

  • Danielle Bordin Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Geiza Rafaela Bobato Universidade Estadual de Campinas
  • Midiã Spekalski 42999203677 https://orcid.org/0000-0002-9170-1472
  • Clóris Regina Blanski Grden Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Luciane Patrícia Andreani Cabral Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Cristina Berger Fadel Universidade Estadual de Ponta Grossa https://orcid.org/0000-0002-7303-5429

DOI:

https://doi.org/10.47456/rbps.v24i3.36421

Palavras-chave:

Saúde do Trabalhador, Doença Crônica, Fatores de Risco, Vigilância em Saúde do Trabalhador

Resumo

Introdução: As doenças crônicas não transmissíveis são a principal causa de morbidade, tendo alto potencial para incapacitar para o trabalho. Objetivos: Analisar a prevalência e os fatores associados à presença de doença crônica não transmissível em agentes universitários de uma universidade pública brasileira. Métodos: Estudo transversal, quantitativo, descritivo, desenvolvido com agentes universitários de uma universidade pública do Sul do Brasil (n=629). Os dados foram coletados por uma equipe multidisciplinar em saúde, no período de outubro a novembro de 2018, através de questionário estruturado. A variável dependente referiu-se à ocorrência de doença crônica não transmissível, e independentemente das características sociodemográficas, de estilo de vida e sintomas. Realizou-se análise de regressão logística. Resultados: A prevalência de doença crônica não transmissível foi de 77,9%, e mostrou-se associada à idade com riscos crescentes a partir dos 30 anos. Sintomas como poliúria, fraqueza/cansaço e desconforto no peito ao subir ladeira apresentaram, respectivamente, 3,14, 2,02 e 2,27 mais chances de ter doença crônica não transmissível. Condição semelhante foi avaliada nos indivíduos com dor (OR=4,32) e sobrepeso (OR=1,74). Conclusão: A prevalência de doença crônica não transmissível em

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danielle Bordin, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Doutora em Odontologia Preventiva e Social – FOA/UNESP.

Geiza Rafaela Bobato, Universidade Estadual de Campinas

Mestranda no laboratório de Biologia Vascular no Instituto de Biologia da Unicamp.

Clóris Regina Blanski Grden, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Doutora em Enfermagem – UFPR.

Luciane Patrícia Andreani Cabral , Universidade Estadual de Ponta Grossa

Mestre em Tecnologia em Saúde – PUC/PR.

Cristina Berger Fadel, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Doutora em Odontologia Preventiva e Social – FOA/UNESP

Referências

Carvalho JN, Roncalli ÂG, Cancela MC, Souza DLB. Prevalence of multimorbidity in the Brazilian adult population according to socioeconomic and demographic characteristics. PLoS One [Internet]. 2017;12(4):1- 13. Available from: https://doi.org/10.1371/journal. pone.0174322

Malta DC, Bernal RT, Lima MG, Araújo SSC, Silva MMA, Freitas MIF, et al. Doenças crônicas não transmissíveis e a utilização de serviços de saúde: análise da Pesquisa Nacional de Saúde no Brasil. Rev Saúde Pública. 2017;51(1):1-10. doi: 10.1590/s1518-8787.2017051000090

Santa-Marinha MS, Teixeira LR, Maciel EMGS, Moreira MFR. Perfil das aposentadorias por invalidez entre os servidores públicos federais da Fundação Oswaldo Cruz entre os anos de 2012 e 2016. Rev Bras Med Trab. [Internet] 2019;17(4):458-64. Disponível em: https://cdn. publisher.gn1.link/rbmt.org.br/pdf/v17n4a02.pdf

Lopes SV, Silva MC. Estresse ocupacional e fatores associados em servidores públicos de uma universidade federal do sul do Brasil. Cien Saúde Colet. 2018;23(11):3869-80. doi: 10.1590/1413-812320182311.28682015

Moura DCA, Greco RM, Paschoalin HC, Portela LF, Arreguy-Sena C, Chaoubah A. Demandas psicológicas e controle do processo de trabalho de servidores de uma universidade pública. Cien Saúde Colet. 2018;23(2):481- 90. doi: 10.1590/1413-81232018232.13892015

Gomez CM, LCF, Machado JMH. Saúde do trabalhador: aspectos históricos, avanços e desafios no Sistema Único de Saúde. Cien Saúde Colet. 2018;23(6):1963-70. doi: 10.1590/1413-81232018236.04922018

Rocha GSA, Andrade SM, Silva DMR, Terra MG, Medeiros SEG, Aquino JM. Feelings of pleasure of nurses working in primary care. Rev Bras Enferm. 2019;19;72(4):1036-43. doi: 10.1590/0034-7167-2018- 0518

Brasil. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pesquisa Nacional de Saúde 2013 [Internet]. Rio de Janeiro: IBGE; 2014. 181 p. Disponível em: https:// biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv94074.pdf

Brasil. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD [Internet]. IBGE; 2015. 105 p. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/trabalho/9127- pesquisa-nacional-por-amostra-de-domicilios. html?=&t=o-que-e

Nunes BP, Soares MU, Wachs LS, Volz PM, Saes M, Duro SMS, et al. Hospitalização em idosos: associação com multimorbidade, atenção básica e plano de saúde. Rev Saúde Pública. 2018;51(43):1-10. doi: 10.1590/S1518- 8787.2017051006646

Brasil. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes 2019-2020 [Internet]. Brasília: Sociedade Brasileira de Diabetes; 2019. 20 p. http://www.saude.ba.gov.br/wp-content/uploads/2020/02/Diretrizes-Sociedade-Brasileira-de-Diabetes-2019-2020.pdf

Oliveira GMM, Mendes M, Malachias MVB, Morais J, Filho OM, Coelho AS, et al. Diretrizes em Hipertensão Arterial para Cuidados Primários nos Países de Língua Portuguesa. Soc Bras Cardiol. 2017;109(5):389-96. doi: 10.5935/abc.20170165

Adamowicz JL, Vélez-Bermúdez M, Thomas EBK. Fatigue severity and avoidance among individuals with chronic disease: a meta analysis. J. Phychosomatic Research [Internet]. 2022;159:2-11. Available from: https://www. sciencedirect.com/science/article/pii/S0022399922002367

Silveira EL, Cunha LM, Pantoja MS, Lima AVM, Cunha ANA. Prevalência e distribuição de fatores de risco cardiovascular em portadores de doença arterial coronariana no Norte do Brasil. Rev Fac Ciênc Méd Sorocaba [Internet]. 2018;20(3):167-73. Disponível em: https://revistas.pucsp. br/index.php/RFCMS/article/view/31493/pdf

Scholze AS, Scopel LZ, Zappelini OS, Duarte Júnior CF. Hipertensão Arterial Sistêmica: A Perspectiva dos docentes no ensino médico. Rev Bras Educ Med. 2019;43(4):82-91. doi: 10.1590/1981-52712015v43n4rb20180170

Lima RCA, Júnior LCC, Ferreira LLR, Bezerra LTL, Bezerra TTL, Lima BC. Principais alterações fisiológicas decorrentes da obesidade: um estudo teórico. Rev Políticas Públicas. 2018;15;17(2):56-65. Disponível em: https:// sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/view/1262/670

Xião P. Cardiopulmonary resistance in obese individuals during different aerobic exercises. Rev Bras Med Esporte. 2022;28(5):486-88. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbme/a/ sf6M9sL6FCzjVVKjGG9TgVv/?format=pdf&lang=en

Machado M, Zattar L, Kretzer MR, Fontoura P, Herdy AH, Vietta GG. Dupla carga de doença (Hipertensão Arterial e Diabetes Melittus) no Sul do Brasil. Rev Eletrônica Estácio Saúde. 2019;8(2):16-22. Disponível em: http:// revistaadmmade.estacio.br/index.php/saudesantacatarina

Pereira AC, Soler ZASG. O trabalhador de enfermagem e a dor física. Enfer Brasil. [Internet] 2017;16(3):170-76. Disponível em: https://portalatlanticaeditora.com.br/ index.php/enfermagembrasil/article/view/1151/2270

Ferreti F, Silva MR, Pegoraro F, Baldo JE, Sá CA. Dor crônica em idosos, fatores associados e relação com o nível e volume de atividade física. Rev BrJP [Internet]. 2019;2(1):3- 7. Disponível em: https://www.scielo.br/j/brjp/a/ qDZQB3tgcskmzFyjpcPPrbn/?format=pdf&lang=pt

Haeffner R, Kalinke L., Felli VE., Mantovani M., Consonni D, Sarquis LM. Absenteísmo por distúrbios musculoesqueléticos em trabalhadores do Brasil: milhares de dias de trabalho perdidos. Rev Bras Epidemiol. 2018;21(2):1-11. doi: 10.1590/1980-549720180003

Arquivos adicionais

Publicado

04.04.2023

Como Citar

1.
Bordin D, Rafaela Bobato G, Spekalski M, Regina Blanski Grden C, Patrícia Andreani Cabral L, Berger Fadel C. Doenças crônicas não transmissíveis em agentes universitários de uma universidade pública do Sul do Brasil: prevalência e fatores associados. RBPS [Internet]. 4º de abril de 2023 [citado 14º de julho de 2024];24(3):14-23. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/rbps/article/view/36421

Edição

Seção

Artigos Originais