Para além da superfície: apontamentos sobre especificidade do lugar em Scratching the Surface de Alexandre Farto

Maria Carolina Soares Cuquetto

Resumo


Resumo: Este artigo investiga o projeto Scratching the Surface do artista português Alexandre Farto (1987-) iniciado em 2007. Através da “escavação” de superfícies, Farto inscreve rostos de indivíduos marginalizados em paredes de edificações condenadas à demolição. Ressignifica lugares esquecidos e concede a eles o status de arte. Para pensar a especificidade do lugar no projeto de Farto, este texto faz um paralelo entre Scratching the Surface e as motivações que sustentaram as práticas site-specific a partir do final da década de 1960 analisadas por Miwon Kwon e Douglas Crimp.

Palavras-chave


Arte contemporânea; site-specific; Alexandre Farto;

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.