Juana Manso: uma intelectual feminista transnacional (Rio de Janeiro e Buenos Aires, 1852-1855)

Autores

  • Bárbara Souto Universidade Estadual de Montes Claros

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a construção de Juana/Joanna Manso enquanto intelectual feminista transnacional, através de seus deslocamentos pela América, revelados pelas páginas dos periódicos Jornal das Senhoras (1852-1855), veiculado no Rio de Janeiro, e Album de Señoritas (1854), veiculado em Buenos Aires. A análise parte da perspectiva dos Estudos Feministas, da História Intelectual, da História Comparada e da História Transnacional. Constatei que a experiência peregrina de Juana/Joanna Manso a estimulava a pensar as sociedades de forma articulada e foi elementar para seu amadurecimento, tornando-a uma intelectual feminista transnacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-02-03

Edição

Seção

Dossiê "Mulheres e criações artísticas na história: tramas e poderes"