Desvelando o campo da Arquitetura

Discriminação de Gênero no ES

Autores

  • karla caser UFES
  • Ileana Wenetz UFES

Resumo

O objetivo deste artigo é problematizar as discriminações de gênero enfrentadas pelas mulheres arquitetas em sua prática profissional no estado de Espírito Santo e identificar quais os tipos de discriminação presentes na nossa realidade. Com essa finalidade apresentamos o contexto das pesquisas feministas em Arquitetura vis a vis pesquisas feministas e do campo profissional nas Ciências Sociais. Foram realizados 50   questionários online conduzidos junto a arquitet@s do CAU/ES. Em seguida é apresentada análise quali-quantitativa. Identificamos que antigos impasses ainda estão presentes como a discriminação separadas nas seguintes categorias: Invisibilidade; Cultura machista da profissão; e Estereótipos/marginalização. Os resultados indicam pontos onde ainda se precisa avançar – invisibilidade, estereótipos e cultura machista -  para que o campo profissional da Arquitetura se torne mais equânime.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ileana Wenetz, UFES

Professora Adjunta do Centro de Educação Física e Deportes da Universidade Federal de Espírito Santo (UFES). Professora da Pós-graduação em Psicologia Institucional (UFES). Participante do Laboratório de Estudos em Educação Física (LESEF) e participante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Sexualidade (GEPSS).

Downloads

Publicado

2021-02-03

Edição

Seção

Dossiê "Mulheres e criações artísticas na história: tramas e poderes"