Fiel ou infiel? A exteriorização da fé e a classificação religiosa de conversos nos processos inquisitoriais de Cidade Real (1483-1485)

Autores

  • Kellen Jacobsen Follador

Resumo

O artigo busca identificar por meio dos testemunhos de acusação e defesa quais eram os comportamentos que levavam um converso a ser considerado cristão sincero. Discute ainda que havia manifestações variadas de religiosidade, que vão desde a aceitação da verdade cristã ao sincretismo religioso e descrença em alguns dogmas. Contata-se que a exteriorização da fé era de suma importância para a assimilação dos conversos à comunidade cristã, mas não necessariamente era garantia de sinceridade religiosa ou de absolvição perante a Inquisição.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-08-15

Edição

Seção

Dossiê: Resistência cultural, identidades e interações