Sobre a Revista

A revista Geografares é associada ao Programa de Pós-Graduação em Geografia e ao Departamento de Geografia da Universidade Federal do Espírito Santo, ela completou vinte anos em 2020 com 31 números publicados.  Até o número 7, a revista era publicada somente em papel (todos os números se encontram disponíveis na página da revista em PDF) e, a partir do número 8, ela se tornou digital. No entanto, somente a partir do número 9, que foi publicado no segundo semestre de 2010, o sistema de submissão implementado foi totalmente automatizado e a gestão da revista e sua publicação se tornaram digitais por meio da plataforma do Open Journal Systems. A revista publica dois números anuais, recebe artigos variados e/ou propõe dossiês sobre temas específicos.

A Geografares tem seções de artigos, entrevistas, notas de pesquisas, resenhas e traduções, os temas publicados são ligados à Geografia tanto “física” quanto “humana”, mas também publicamos textos oriundos de outras áreas do saber que dialogam com a Geografia notadamente por meio da abordagem territorial e espacial. A área geográfica abrangida pelos artigos da revista é basicamente o Brasil e a América Latina. Nossa língua dominante é o português, mas também publicamos em espanhol e em francês.

Anúncios

Edição Atual

v. 1 n. 32 (2021): Revista Geografares
					Visualizar v. 1 n. 32 (2021): Revista Geografares

O número 32 da revista Geografares traz, além de artigos variados, um dossiê especial intitulado Geografizando a pandemia – entrelugares do adoecimento existencial que é coordenado por Wallace Wagner Rodrigues Pantoja, esse dossiê contribui para apreender os efeitos da epidemia de Covid-19 sobre os mais diversos setores da vida cotidiana nos mais variados ambientes e situações sociais. A marca dessa epidemia ficará muito tempo registrada nos corpos, nos espíritos e nos territórios em todas as suas latitudes, inclusive um dos seus aspectos centrais é que ela permitiu o avanço do neoliberalismo e do autoritarismo no Brasil, mas também revelando as r-existências sociais as mais diversas face ao culto da morte e da guerra social e civil perpetrada pelo governo atual contra o seu próprio povo.

Publicado: 2021-07-21

Conselho Editorial

Editorial

Dossiê Geografizando a pandemia. Entrelugares do adoecimento existencial

Ver Todas as Edições