Saber tradicional de pequenos agricultores na bacia hidrográfica do rio Duas Bocas, estado do Espírito Santo: uma abordagem da etnoclimatologia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.7147/GEO30.28022

Palavras-chave:

Conhecimento tradicional, Agricultura, Meteorologia

Resumo

A observação dos sinais da natureza ao longo da existência humana beneficiou a construção de saberes empíricos sobre o clima. O objetivo deste estudo é descrever aspectos sociais, caracterizar o saber local voltado à indicadores meteorológicos de previsão de precipitação a partir do conhecimento de pequenos agricultores residentes ao entorno da Reserva Biológica de Duas Bocas, município de Cariacica, estado do Espírito Santo (ES), sudeste do Brasil, localizada na Bacia Hidrográfica do Rio Duas Bocas. Foram realizadas 50 entrevistas etnográficas semiestruturadas, além da aplicação das observações participante e direta; e utilizado um diário de campo. Os agricultores são em sua maioria do sexo masculino (n=41), atuam na agricultura da região há pelo menos 40 anos e possuem baixa escolaridade com ensino fundamental incompleto principalmente. Os principais cultivos na região são banana, café e mandioca. O verão é a estação com maior produção agrícola por apresentar altas temperaturas e elevados índices pluviométricos. A maioria dos agricultores (n=41; 82%) confia na previsão etnoclimatológica derivada do conhecimento tradicional. A dinâmica atmosférica, o comportamento da fauna e os astros celestes foram os principais indicadores de chuva. O conhecimento etnoclimatológico mostra-se importante na manutenção da prática agrícola na região estudada, já que o sucesso da colheita depende deste saber local.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julhia Dias Nunes Kiffer, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Licenciada em Geografia (UFES)

 

Camilah Antunes Zappes, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Laboratório de Geografia Física, Universidade Federal Fluminense,

Doutora em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (RJ) , Mestrado em Ciências Biológicas Comportamento e Biologia Animal pela Universidade Federal de Juiz de Fora, (MG) , Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Vale do Rio Doce.

Eberval Marchioro, UFES

Graduado em Geografia-UFES, Mestrado em Geografia-UFMG, Doutorado em Geografia-UFRJ, Prof. Dr. Departamento de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFES. Atuação em Geomorfologia, Hidrogeomorfologia, Modelagem Geomorfológica e Hidrogeomorfológica.

Referências

ABRAMOVAY, R. SILVESTRO, M. CORTINA, N. BALDISSERA, T. FERRARI, D. TESTA, V. M. Juventude e agricultura familiar: desafios dos novos padrões sucessórios. Brasília: Unesco, 1998. 101 p.

ABRANTES, P. M; SOUSA, R F. de, LUCENA, C.M; LUCENA, R. F. P; PEREIRA, D. D. Aviso de chuva e de seca na memória do povo: O caso do Cariri Paraibano. Revista BIOFAR, v. 5, n. 2, p. 1983-4209, dec. 2011.

ALBERTI, V. Manual de história oral. 3. ed. Rio de Janeiro: FGV Editora, p.29-49. 2004. ALVES, L. D.;

BULHÕES, E. M. R.; DI BENEDITTO, A. P. M.; ZAPPES, C. A. Ethnoclimatology of Artisanal fishermen: Interference in coastal fishing in southeastern Brazil. MARINE POLICY, v. 95, p. 69-76, 2018.

ARAUJO, D. B. Profecias de chuvas na visão dos agricultores e agricultoras do município de Remígio- PB. Trabalho de conclusão de curso (Bacharel em Ciências Biológicas). Centro de Ciências Agrárias, Campus II, Areia-PB. Universidade Federal da Paraíba, Areia- PB, 2017. 26p.

ARAÚJO, F. M. P.; SILVA, R. P. F da.; REGO, V. C. do.; LOPES, S. de F.; BARBOSA, R. R. D. Previsibilidade de chuvas no agreste paraibano: levantamento etnobotânico sobre as plantas que prenunciam chuva. Anais I Workshop Internacional Sobre Água no Semiárido Brasileiro Volume 1, 2013, ISSN 2319-0248. Campina Grande – PB, 2013. ARAÚJO, H. F. P.; LUCENA, R. F. P.;

MOURÃO, J. S. Prenúncio de Chuvas pelas Aves na Percepção de Moradores de Comunidades Rurais no Município de Soledade-PB, Brasil. Interciência vol. 30 (12) p. 764-769, 2005. AYOADE, J.O. Introdução à climatologia para os trópicos. 5ª Edição. Ed. Bertrand Brasil S.A. Rio de Janeiro, 1998. 332p.

BAILEY, K. D. Methods of Social Research. 4. ed. Nova York: Fourth Edition, 1982. 588p. BARROS, R. S. de. Otimização do Programa Nacional de Alimentação Escolar: Informatização e integração entre engenheiros agrônomos e nutricionistas. Brasília, DF: MDA, 2015.

BARRY, R. G.; CHORLEY, R. Atmosfera, tempo e clima. 9. Ed. Porto Alegre: Bookan, 2013. Xvi, 512 p. BASTOS, S.; FUENTES, M. C. O Uso Da Etnoclimatologia Para A Previsibilidade De Chuvas No Município De Retirolândia- Ba. Revista do CERES, Rio Grande do Norte. v. 1, n. 2, p. 176- 183, 2015.

BERLATO, M. A.; FONTANA, D. C. El Niño e a agricultura da região Sul do Brasil. EMBRAPA Trigo, Passo Fundo, p. 1- 11, 1998. BONI, V.; QUARESMA, S. J. Aprendendo a entrevistar: como fazer entrevistas em ciências sociais. Em Tese, Florianópolis, v. 2, n. 1, p. 68-80, jan. 2005. ISSN 18065023.

CAMARANO, A. A. ABRAMOVAY, R. Êxodo rural, envelhecimento e masculinização no Brasil: panorama dos últimos cinqüenta anos. Revista Brasileira de Estudos de População, 15(2): p. 45-66, 1998.

CLIFFORD, D. J. Social Assessment Theoryandpractice: A Multidisciplinare Framework. 1. ed. Estados Unidos da América: ASHGATE USA, 1998. 289 p.

COSTA, A. de F. S. da. (Coord.). Relatório anual de fruticultura 2013 . Vitória, ES: Incaper, 2013.

COSTA NETO, E. M.; MARQUES, J. G. W. A etnotaxonomia de recursos ictiofaunísticos pelos pescadores da comunidade de Siribinha, Norte do Estado da Bahia, Brasil. Biociências. Taubaté, v. 8, n. 2, p. 61-76, 2000.

DIAS, M. C.; XAVIER, J. J. B. N.; BARRETO, J. F.; PAMPLONA, A. M. S. R. Recomendações Técnicas do Cultivo de Mandioca para o Amazonas. Manaus: Embrapa Amazônia Ocidental, 2004. 24 p. (Embrapa Amazônia Ocidental, Circular Técnica, 23).

FOLHES, M. T.; DONALD, N. Previsões tradicionais de tempo e clima no Ceará: O conhecimento popular a serviço da ciência. Sociedade & Natureza, Uberlândia, n. 19, v. 2, p. 19-31, 2007.

FUENTES, M. C.; BASTOS, S. B.; SANTOS, N. M. Estudo Do Conhecimento Climático Popular Na Região Semiárida Do Estado Da Bahia. Revista de Ciências Humanas, Viçosa, v. 15, n. 2, p. 349-365, jul./dez. 2015. GODOY, C. M. T.

PÉREZ, F. I. C.; WIZNIEWSKY, J. G.; GUEDES, A. C.; MORAES, C. S. Juventude rural, envelhecimento e o papel da aposentadoria no meio rural: A realidade do município de Santa Rosa/RS. In: Congresso da sociedade brasileira de economia administração e sociologia rural. Anais... Campo Grande-MS: SOBER, p. 1-18, 2010.

GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. 8. ed. São Paulo: Record, 2004. 57p.

GRANDO, R. L. S. C.; LITTLE, P. E. Importância da Lua no Conhecimento Ecológico Local: estudo de caso na Vila do Forte, Vale do Paranã, Goiás. In: Anais VIII Simpósio Nacional de Ciência e Meio Ambiente, v.8 n.1. p.1-14, 2017. ISSN: 2179-5193.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010.

Instituto Jones dos Santos Neves - IJSN. Relatório municipal de Cariacica.Vitória, ES: [s.n.], 1983.

Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural - INCAPER. Departamento de Planejamento e Captação de Recursos. Relatório de atividades 2010 . Vitória, ES : Incaper. 2011. 42p

. ____________. Departamento de Planejamento e Captação de Recursos.Relatório de gestão: exercício de 2015. Vitória, ES : Incaper, março 2016. 89p.

KENDALL, L. The conduct of qualitative interview: Research questions, methodological issues, and researching online. In: COIRO, J.; KNOBEL, M.; LANKSHEA, C.; LEU, D. J. (ed). Handbook of research on new literacies. Nova York: Lawrence Erlbaum Associates, p. 133-149. 2008.

LIMA, M. B.; SILVA, S. de O. e; FERREIRA, C. F . Banana: o produtor pergunta, a Embrapa responde, Embrapa, Brasília, Distrito Federal, 2012. 218p.

LUCENA, R. F. P.; ARAÚJO, H. F. P.; MOURÃO, J. S.; ALBUQUERQUE U. P. A flor chegou, chuva avisou: meteorologia popular no semiárido paraibano. In: Alves, Â. C. G.; Lucena, R. F. P.; Albuquerque, U. P. (orgs.). Atualidades em Etnobiologia e Etnoecologia. Volume 2. Editora NUPEEA. Recife. P. 171-182. 2005.

MALINOVSKI, B. Os Argonautas do Pacífico Ocidental: Um Relato do Empreendimento e da Aventura dos nativos nos arquipélagos da Nova Guiné Melanésia.2 ed. São Paulo: Abril Cultural, 1978. 424p.

MARCHIORO, E.; BARROSO, G. F. Avaliação de sólidos transportados, parâmetros da morfometria e solos de seções fluviais do córrego Naiá-assú (Reserva Biológica de Duas Bocas/ ES. Caderno de Pesquisa (PPGE/UFES), Espírito Santo, V. 01, N.01, 1996, p. 185-195.

MARTINELLI, F. S. Fragmentação florestal, perda de habitat e ocorrência de primatas na Mata Atlântica. Dissertação (Mestrado em Ciências biológicas). Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2014. 52p.

MATTEI, L. Novo retrato da agricultura familiar em Santa Catarina. In: ENCONTRO DE ECONOMIA CATARINENSE, 4., 2010, Criciúma, Santa Catarina. Anais... p.1-14. 2010. MELLO, L. G. de. Antropologia cultural: iniciação, teoria e temas. In: Antropologia cultural: iniciação, teoria e temas. 11. ed. Petrópolis: Editora Vozes. p. 33-78. 2004.

MENDONÇA, F.; DANNI-OLIVEIRA, I. M. Climatologia: noções básicas e climas do Brasil. São Paulo: Oficina de Textos, 2007. 206p.

NASUTI, S.; CURI, M.; MEDEIROS, N.; PINTO, A.; IBIAPINA, I.; ROZENDO, C.; HIROO, C.: “Conhecimento tradicional e previsões meteorológicas: agricultores familiares e as “experiências de inverno” no Semiárido Potiguar”. Revista econômica do Nordeste, Vol. 44, Nº especial, p. 383-402. 2013.

NEVES, J. L. Pesquisa Qualitiva: características, usos e possibilidades. Caderno de Pesquisas em Administração, v. 1, n. 3, p. 1-5, 1996. OLIVEIRA, F. L.; NUNES, L. H. A percepção climática no município de Campinas, SP: confronto entre o morador urbano e o rural. Geosul, v. 22, n. 43, p 77-102, 2007.

OTSUBO, A. A.; LORENZI, J. O. (Ed.). Cultivo da mandioca na região centro sul do Brasil. Dourados: Embrapa Agropecuária Oeste; Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2004. 116 p. PANZUTTI, N. da P. M. Mulher rural: eminência oculta. Informações Econômicas. São Paulo, v. 26, n. 3, p. 9-22, 1996.

RICCI, M. S. F.; ARAÚJO, M. C. F.; FRANCH, C. M. C. Cultivo Orgânico do Café: recomendações técnicas. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2002. 101p.

ROSSINI, R.E. Mulheres e homens na força de trabalho na agricultura: o exemplo da macro-área de Ribeirão Preto (SP) 1977-2006. In: Anais do Encontro Nacional da ABEP, Caxambu, MG. p.1-21. 2006.

RYAN, G.; BERNARD, H. R. Data management and analysis methods. In: DENZIN, N. K., LINCOLN, Y. S. (ed.). Handbook of Qualitative Research. Londres: Sage. p. 769-802. 2000.

SANCHES, R. A. Estação Ecológica Juréia-Itatins. In: MARQUES, O. A.V.; DULEBA, W. (ed.). Caiçaras e a Estação Ecológica de Juréia-Itatins. Histórico de ocupação no contexto político, econômico, social e ambiental do Vale do Ribeira. Ribeirão Preto:Holos Editora, p. 349-359.2004.

SCHIFFLER, J. A. Implantação do Programa de Aquisição de Alimentos - Compra Direta Local da Agricultura Familiar no Município de Cariacica, ES, BR. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 4, n. 1, p. 4047- 4050. 2009. ISSN 2236-7934.

SCHNEIDER, S. A abordagem territorial do desenvolvimento rural e suas articulações externas. Sociologias, Porto Alegre, ano 6, n. 11, p. 88-12, 2004.

SILVA, A. H.; FOSSÁ, M. I. T. Análise de conteúdo: exemplo de aplicação da técnica para a análise de dados qualitativos. Qualitas, v. 16, n. 1, p. 1-14, 2015.

SILVA, N. M; ANDRADE, A. J. P; SOUZA, C. R. O sertanejo e as experiências de inverno no Seridó Potiguar. Revista do programa de pós-graduação em meio ambiente e desenvolvimento da Universidade Federal do Paraná. v. 27. p. 87- 107. 2013.

SILVESTRO, M. L.; ABRAMOVAY, R.; MELLO, M. A.; DORIGON, C; BALDISSERA, L. T. Os impasses sociais da sucessão hereditária na agricultura familiar. Florianópolis: Epagri; Brasília: NEAD/Ministério do Desenvolvimento Agrário, 2001. 124 p.

SISTEMA EMBRAPA DE BIBLIOTECAS (SEB). Portal Embrapa. Disponível em: . Acesso em: 13 out. 2017. SPANEVELLO, R. M.; AZEVEDO, L. F. de; VARGAS, L. P.; MATTE, A. A migração juvenil e implicações sucessórias na agricultura familiar. Revista de Ciências Humanas, Florianópolis, v. 45, n. 2, p. 291-304, 2011.

TADDEI, R. Notas sobre a vida social da previsão climática: um estudo do caso do Estado do Ceará. Parte integrante do estudo diagnóstico e levantamento de dados Sócio-econômicos/Projeto de Gerenciamento Integrado dos Recursos Hídricos com Incorporação da Previsão Climática: da Informação e Previsão Climática à Reducão das Vulnerabilidades às Secas no Semi-Árido Cearense. International Research Institute for Climate Prediction, Columbia University/Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos, Fortaleza, p. 1-66. 2004.

__________. Oráculos da chuva em tempos modernos: Mídia, Desenvolvimento econômico, e as transformações na identidade social dos profetas do Sertão. In Martins, Karla (org.), os profetas da Natureza: Testemunhos da esperança. Fortaleza: Cnpq, p. 1-11. 2006.

TEIS, M. A.; TEIS, D. T. A Abordagem Qualitativa: A Leitura no Campo de Pesquisa.BOCC. Biblioteca On-line de Ciências da Comunicação, v. 1, p. 1-8, 2006. THIRY-CHERQUES, H. R. Saturação em pesquisa Qualitativa: Estimativa empírica de dimensionamento. Af-Revista PMKT, n. 3, p, 20-27, 2009.

VAREJÃO-SILVA, M. A. Meteorologia e Climatologia. Brasília: INMET, versão digital, 2005. 463p.

VIERTLER, R. B. Métodos antropológicos como ferramenta para estudos em Etnobiologia e Etnoecologia. In: AMOROZO, M. C. M.; MING, L. C.; SILVA, S. P. (Org.). Métodos de coleta e análise de dados em Etnobiologia, Etnoecologia e disciplinas correlatas. Rio Claro: UNESP/CNPq. p.11-29. 2002.

Downloads

Publicado

08-07-2020

Como Citar

DIAS NUNES KIFFER, Julhia; ANTUNES ZAPPES, Camilah; MARCHIORO, Eberval. Saber tradicional de pequenos agricultores na bacia hidrográfica do rio Duas Bocas, estado do Espírito Santo: uma abordagem da etnoclimatologia. Geografares, [S. l.], n. 30, p. 155–175, 2020. DOI: 10.7147/GEO30.28022. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/geografares/article/view/28022. Acesso em: 28 fev. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.