APROXIMAÇÕES ENTRE CINEMA E GEOGRAFIA PARA PENSAR A QUESTÃO AMBIENTAL: UMA ANÁLISE GEOGRÁFICA DO FILME “O JARDINEIRO FIEL” / Approaches between cinema and geography to think the environmental issue: a geographical analysis of the movie “The constant garde

Autores

  • Thiago Albano Pimenta

DOI:

https://doi.org/10.7147/GEO17.8047

Resumo

Este trabalho versa sobre possibilidades de aproximações entre linguagem científica e linguagem cinematográfica. AGeografia enquanto disciplina que contempla vários saberes pode ser um dos elos para estas aproximações, entendendoque é cada vez mais necessário ampliarmos as formas de fazer e pensar a ciência, trazendo práticas e experiências que ocotidiano nos apresenta. Assim podemos pensar a análise geográfica do cinema, como uma das formas de diálogo entreciência e práticas culturais que expressam a multiplicidade do espaço geográfico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-08-08

Como Citar

PIMENTA, T. A. APROXIMAÇÕES ENTRE CINEMA E GEOGRAFIA PARA PENSAR A QUESTÃO AMBIENTAL: UMA ANÁLISE GEOGRÁFICA DO FILME “O JARDINEIRO FIEL” / Approaches between cinema and geography to think the environmental issue: a geographical analysis of the movie “The constant garde. Geografares, [S. l.], n. 17, p. 147–162, 2014. DOI: 10.7147/GEO17.8047. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/geografares/article/view/8047. Acesso em: 28 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos