GEOGRAFIA DE ENCONTROS GEOGRAFIAS FICTÍCIAS / Geography of meetings fictional geographies

Autores

  • Karina Pont

DOI:

https://doi.org/10.7147/GEO17.8055

Resumo

O que pode a arte contemporânea frente aquilo que parece não se mover nos mapas escolares? Esse é o combate propostonesta pesquisa de doutorado em educação, que busca na “mobilidade das fronteiras” entre educação, cartografiae arte contemporânea, ultrapassar as fronteiras disciplinares, reunindo esforços ao criar vacúolos no que já está dadocomo pronto na cartografia escolar, especificamente em suas metodologias de ensino. A obra de Mayana Redin, Geografiade Encontros (2009-2011), será o ponto de partida para a criação de intervenções em dois ambientes de formação,a Escola de Educação Básica Irineu Bornhausen e o Curso de Geografia da Universidade do Estado de Santa Catarina,ambas localizadas em Florianópolis (SC), lócus de experimentação com os processos criativos da artista, e com o queparece não se mover na cartografia escolar. Inspirados em Carlos Drummond de Andrade, os desdobramentos dessesencontros nos incitam a refletir sobre os encantamentos que há muito tempo deixaram de habitar a escola e seus espaçosde aprendizagem. Assim, a criação artística é tomada como combate, e as imagens produzidas nas intervençõescomo produtoras de outras formas de habitar o mundo pelas cartografias inventadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-08-08

Como Citar

PONT, K. GEOGRAFIA DE ENCONTROS GEOGRAFIAS FICTÍCIAS / Geography of meetings fictional geographies. Geografares, [S. l.], n. 17, p. 66–80, 2014. DOI: 10.7147/GEO17.8055. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/geografares/article/view/8055. Acesso em: 28 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos