ADMINISTRAÇÃO RURAL

GERENCIAMENTO DE PESSOAL

Autores

  • Fábio do Vale UFMS Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Pedro Henrique Alves de Medeiros UFMS Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Izabelly Cristina Mosciaro Inácio da Silva Faculdade INSTED
  • Geovanna Lopes Cerzósimo Faculdade INSTED
  • Alessandra Rolon Batista Faculdade INSTED

Palavras-chave:

Descolonialidade, Processo de Recrutamento, Integração

Resumo

O presente artigo tem como objetivo conhecer e considerar a gestão pessoal dentro de uma empresa rural, observando os fatores que podem influenciar de forma positiva ou negativa, empregando um pensamento descolonial. A descolonização vem com o peso de concentrar mais nos acontecimentos do cotidiano e apresentar fatores práticos da gestão pessoal em nosso estado. Explorando a forma profissional diplomática e profissional empírica, analisando os processos de recrutamento, seleção e treinamento das organizações rurais do Brasil, utilizando para este como referência o estado de Mato Grosso do Sul. Baseado não só em teorias, mas também em práticas vividas pelo sul-mato-grossense em seu cotidiano na integração de seus capatazes e peões (funcionários). Através de estudos acadêmicos realizados e analisados, os processos de recursos humanos vêm passando por transformações e se reestruturando, ganhando mais visibilidade nas empresas desse setor profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio do Vale, UFMS Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Graduado em Letras e Pedagogia, Licenciatura. Professor dos segmentos: universitário, pré-vestibular e colegial. Doutorando pelo programa de Pós-graduação da UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Membro do Núcleo de Estudos Culturais Comparados (NECC) - UFMS. Pesquisador de Crítica Biográfica Fronteiriça - Estudos Fronteiriços na América Latina. Epistemologias do Sul. Descolonialidade. Mestre em Letras (Literatura, História e Sociedade) pela UEMS - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. Pós-Graduado, Especialista em Docência no Ensino Superior. Pós-Graduado, Especialista Educação Especial (TGD) Transtornos Globais de Desenvolvimento e Altas Habilidades/Superdotação. Pós-Graduado em Neuropsicopedagogia. Autor dos livros Obras: O Refém do Abandono (Romance) Candelabro poético (Poemas) É membro associado à UBE-MS União Brasileira de Escritores de Mato Grosso do Sul, sendo Diretor de Cultura mandato 2018/2020 UBE-MS. Pesquisador Associado e Assessor de Projetos do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura (CLAEC).

Pedro Henrique Alves de Medeiros , UFMS Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutorando em Estudos de Linguagens (PPGEL) com o projeto Uma (des)biografia descolonial de Silviano Santiago pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Mestre em Estudos de Linguagens (PPGEL) com o projeto Entre homo-bios-grafias e escrevivências de Silviano Santiago: exercícios de crítica biográfica fronteiriça pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS). Graduado em Letras Licenciatura Português e Inglês pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS). Trabalhou como Bolsista PIBIC/UFMS/CNPq sob orientação do professor Dr. Edgar Cézar Nolasco com o projeto Silviano Santiago: mil rosas (auto)biográficas. Membro do Grupo de Pesquisa Núcleo de Estudos Culturais Comparados (NECC) certificado pelo CNPq e Presidente da Comissão Organizadora do periódico CADERNOS DE ESTUDOS CULTURAIS. Pesquisador Associado e Coordenador de Projetos Especiais do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura (CLAEC). Coordenador do Evento Internacional Latinidades - Fórum Latino-Americano de Estudos Fronteiriços: Cultura, Arte, Literatura e Educação. Em 2020.2 atuou como Professor Visitante Voluntário de Graduação no Instituto Avançado de Ensino Superior e Desenvolvimento Humano (INSTED). Tem experiência na área de Letras com ênfase em Teoria Literária, Estudos Culturais, Crítica Biográfica, Literatura Comparada, Literatura Brasileira e Estudos Fronteiriços/Descoloniais. 

Izabelly Cristina Mosciaro Inácio da Silva, Faculdade INSTED

Acadêmica de Administração na Faculdade Insted. 

Geovanna Lopes Cerzósimo , Faculdade INSTED

Acadêmica de Administração na Faculdade Insted. 

Alessandra Rolon Batista, Faculdade INSTED

Acadêmica de Administração na Faculdade Insted. 

Referências

ALVARENGA, Emerson. Investir em pessoas é importante para o sucesso das empresas rurais? 2018. Disponível em: rehagro.com.br/blog/investi.

ABDALLA, Márcio; FARIA, Alexandre. Em defesa de opção descolonial em administração/gestão. Disponível em: Cad. EBAPE.BR, v. 15, nº 4, Artigo 9, Rio de Janeiro, Out./Dez. 2017.

BARBOSA, Natália. Recursos Humanos na Empresa Rural. 2009. Disponível em: https://administradores.com.br/artigos/recursos-humanos-na-empresa-rural.

CAIRES, José Carlos. A gestão de pessoas no agronegócio. 2019. Disponível em: www.paulo rodrigues.pro.br.

MEDEIROS, Pedro Henrique. Crítica biográfica fronteiriça: Epistemologias do Sul. 2017. Disponível em: ESTUDOS| A MARgem.

MIGNOLO, Walter. Desafios decoloniais hoje. 2017. Disponível em: https://revistas.unila.edu.br/epistemologiasdosul/article/download/772/645. Acesso: 27 ago. 2020.

MIGNOLO, Walter. Desobediência Epistêmica: A opção descolonial e significado de identidade em política. Disponível em: publicado na Revista Gragoatá, n. 22, p. 11-41, 1º sem. 2007 e traduzido por Ângela Lopes Norte.

SOUZA, Leandro. A Importância da Gestão de Pessoas no Agronegócio. Disponível em: https://institutoagro.com.br/gestao-de-pessoas-no-agronegocio/.

VECCHIO, José Humberto. Os quatros maiores desafios da gestão de pessoas no meio rural. 2018. Disponível em: http://www.pioneersementes.com.br.

Downloads

Publicado

2021-04-28

Edição

Seção

Faculdade INSTED